Menu da Rede

África do Sul: revolta popular contra o golpe ao nacionalismo

Todos às ruas!

Fazer uma intensa agitação para o 29 de maio

A decisão de marcar os atos foi acertada e a iniciativa deve prosseguir na organização dos atos com todo o trabalho e esforço necessários para que os atos sejam vitoriosos

– Foto: Diário Causa Operária

O ato nacional do último dia Primeiro de Maio em São Paulo organizado pelos comitês de luta e o Partido da Causa Operária foi um divisor de águas no que diz respeito à mobilização nas ruas do povo contra a direita golpista. A grandiosidade e o acerto político da realização do ato se deu sobretudo pelas constantes mobilizações dos setores mais combativos da esquerda junto aos trabalhadores pelo menos desde o golpe de 2016 e demonstrou a insatisfação e a disposição do povo de sair às ruas contra a burguesia que está promovendo a crise sanitária e econômica no país.

A mobilização do dia de luta dos trabalhadores foi responsável inclusive por obrigar os setores mais defensivos da esquerda que se recusaram a impulsionar a luta do povo nas ruas, a abandonarem suas ilusões na resolução da pandemia pela burguesia e a aderirem à mobilização de rua, única capaz de combater a direita e resolver os problemas dos trabalhadores. Em plenária nacional com dezenas de direções e organizações da esquerda, decidiram sair da paralisia e marcar atos de rua no dia 26 de maio em Brasília e 29 de maio em todas as capitais.


O momento é o de impulsionar cada vez mais a mobilização e a organização dos trabalhadores nas ruas contra a direita que está esmagando o povo com a pandemia que já matou quase 450 mil pessoas no país e tem deixado outras milhões imersas no desemprego e na fome.  Os comitês de luta, os conselhos populares, os sindicatos, os partidos de esquerda e demais organizações dos trabalhadores, portanto, devem atuar intensamente na preparação e na realização dos atos do dia 26 e principalmente dia 29 de maio nas capitais, realizar mutirões gigantescos de convocações massivas, panfletagens, colagens de cartazes, etc. 


É preciso trabalhar fortemente com todo o pessoal disponível nas fábricas, nos bairros, universidades, para chamar a todos a participarem dos atos, formarem novos comitês de luta e proporcionar caravanas para que todos possam participar tornando as iniciativas dos atos de maio ainda mais grandiosas e imponentes quanto as mobilizações que resultaram na vitória do Primeiro de Maio, com centenas de pessoas nas capitais dos estados exigindo as reivindicações mais importantes e urgentes dos trabalhadores  para o enfrentamento da pandemia e da direita inimiga do povo.


É preciso apontar para todos os trabalhadores, através do incessante trabalho de agitação e propaganda em torno dos atos que a sua mobilização nas ruas é a única maneira de expressarem sua força, sua revolta com o desastre da direita e terem suas necessidades minimamente atendidas. Por isto os atos do dia 29 devem ser impulsionados para se tornarem verdadeiros atos de massas em todo o país, por vacina, auxilio emergencial de pelo menos um salário mínimo, Fora Bolsonaro, Lula presidente, redução da jornada para 35h semanais, as principais reivindicações dos trabalhadores contra a fome, o desemprego e o genocídio da Covid-19.


A decisão das organizações em marcar os atos foi extremamente acertada e a iniciativa deve prosseguir também na organização dos atos com todo o trabalho e esforço necessários para que os atos marcados sejam vitoriosos e sirvam ao seu propósito de indicar o caminho correto a ser seguido pelo povo: as ruas! Os dias 26 e 29 de maio devem dar o tom para o estabelecimento da continuação da mobilização popular no país cada vez maior e mais forte e que já tem seu próximo passo definido para um novo ato nacional em São Paulo no dia 03 de julho.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.