Menu da Rede

Antônio Carlos Silva

Esquerda pequeno-burguesa

“Faz arminha”: atacar a greve dos Correios é apoiar Bolsonaro

Bolsonaristas e "anti-bolsonaristas" contra a greve a favor da privatização dos Correios

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A classe média está condicionada a acreditar em tudo o que a imprensa burguesa diz. Qualquer propaganda da burguesia, seja de direita seja pseudo esquerdista, atinge a classe média que logo começa a propagar aos quatro ventos a besteira que ouviram na TV ou leram nos jornais e revistas.

Com a esquerda pequeno-burguesa não é diferente.

Um caso bastante significativo que prova essa tese é a atitude de alguns esquerdistas – nos permita colocar em dúvida essa classificação – diante da greve dos Correios. Bastou aparecer alguma postagem sobre a mobilização dos trabalhadores e logo chovem comentários contra a greve, mas está enganado quem pensa que são apenas comentários de bolsonaristas. Junto com os famosos robôs da extrema-direita surgem uma série de comentários que parecem ser de pessoas de esquerda atacando a greve.

“Faz arminha agora”. Essa frase sem conteúdo é a mais utilizada por aqueles que por algum motivo se sentem superiores aos operários dos Correios. Embora vazia de conteúdo, coisa comum entre a pequena-burguesa, interpretar essa expressão é fácil.

O que esses esquerdistas – sempre é bom colocar em dúvida se realmente são de esquerda – querem dizer é que o trabalhador dos Correios não tem que fazer greve porque apoiou Bolsonaro e o golpe contra Dilma: “Fez arminha, agora aguenta”, essa também é uma forma comum de comentários nas redes sociais.

Mas quem falou para esses sábios de internet que o trabalhador dos Correios apoiou Bolsonaro e o golpe? A imprensa golpista. Foi ela que, durante o processo do golpe procurou apresentar a ideia falsa de que haveria alguma popularidade entre os golpista. E a classe média caiu feito um pato na história contada pela imprensa.

Mas e se tudo isso fosse verdade? E se realmente os trabalhadores dos Correios tivessem apoiado o golpe? Isso não mudaria em nada o caráter de sua greve, contra a privatização, por seus direitos, contra o governo Bolsonaro.

Aliás, os Correios é a primeira categoria que se coloca frontalmente contra Bolsonaro num movimento que já se aproxima de um mês de duração.

Ou seja, os que atacam os trabalhadores dos Correios por supostamente terem apoiado o golpe e Bolsonaro estão – que ironia! – fazendo uma frente única com o próprio Bolsonaro. Bolsonaristas e “anti-bolsonaristas” contra a greve a favor da privatização.

Antes de encerrar é preciso apenas um último esclarecimento. As organizações de esquerda não estão contra a categoria, o que normalmente se vê são manifestações de pessoas isoladas. Mas é preciso ter claro que essas pessoas são também influenciadas pela política das organizações de esquerda que não agiram devidamente para esclarecer o que está havendo.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.