Sindical
Entidade se posiciona para lutar contra todos os ataques do governo Bolsonaro
70115771_342711279796634_3793470898585993216_o
A indignação popular contra Bolsonaro toma as ruas. Foto: Mikke Nienow |

Da redação – A plenária nacional da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (FASUBRA), que ocorreu entre os dias 14 e 15 de setembro em Brasília, aprovou orientação para que seja organizada uma greve geral por tempo indeterminado e que tenha como pauta uma campanha contra o governo Bolsonaro.

Dentre os destaques da pauta, constam a derrubada do projeto Future-se, de corte nas verbas para as universidades; as investidas contra os direitos dos servidores públicos; contra a reforma administrativa e da previdência; contra a intervenção fascista do governo nas Instituições Federais de Ensino; pela revogação de todos os ataques deste governo golpista à educação pública.

Abaixo, nota da FASUBRA:

A Plenária Nacional da FASUBRA Sindical, realizada nos dias 14 e 15 de setembro, em Brasília/DF, aprovou a orientação de construção da greve por tempo indeterminado, sendo que o resultado das assembleias deve ser enviado oficialmente até o dia 4 de outubro. A greve terá como pauta:

1 – A derrubada do projeto Future-se;

2 – Contra os cortes de recursos nas IPE, do CNPQ, da CAPES, do PNAES e do FUNDEB;

3 – Contra os ataques do governo Bolsonaro aos direitos dos servidores públicos;

4 – Contra a Reforma Administrativa já anunciada pelo Governo (redução do salário com redução de carga horária – PEC 438/2018 -, Ataques à Carreira – Decreto 9991/2019, fim da estabilidade, extinção do RJU);

5 – Contra a Reforma da Previdência;

6 – Contra a intervenção do governo na escolha dos dirigentes das IFE;

7 – Pela revogação das legislações, decretos, portarias e instruções normativas que atacam a educação pública;

8 – Pela derrubada da EC 95.

Assim, orienta:

– Participação com mobilização no dia 20 de setembro da greve mundial do meio ambiente;

– Participação efetiva na greve nacional do setor da educação nos dias 2 e 3 de outubro;

– Dia 25 de setembro – participação da DN da FASUBRA no ato em defesa da Ciência e Tecnologia Pública, convocado pela SBPC, em Brasília;

– Construir assembleias conjuntas dos segmentos da comunidade universitária;

– Fazer o debate sobre a entrada imediata em greve nas IFE que suspenderem as aulas em decorrência dos cortes de verbas, pela reabertura da instituição e retorno das bolsas e dos recursos;

– Fazer reuniões com senadores nos estados, para manter a pressão para que se posicionem contra a Reforma da Previdência;

– Manter a articulação com as assembleias legislativas nos estados, para construir audiências públicas sobre a situação das IPE.

As entidades de base devem debater e deliberar sobre a possível deflagração de greve por tempo indeterminado, considerando:

1 – Greve por tempo indeterminado:

SIM ou NÃO

2 – A plenária solicita que seja debatido e deliberado em assembleia a consulta da campanha FORA BOLSONARO!

SIM OU NÃO

A Plenária Nacional da FASUBRA autoriza a Direção Nacional a convocar Plenária Nacional para os dias 12 e 13 de outubro, caso a maioria das entidades base indique a entrada na greve, para dar encaminhamento ao resultado da consulta.

Em caso de deflagração de greve por tempo indeterminado o calendário de atividades da FASUBRA será suspenso.

Calendário aprovado pela Plenária

Durante a Plenária Nacional foi aprovado também o calendário de lutas da FASUBRA para os próximos dias. Confira as datas:

– 20 de setembro – Greve Mundial pelo Clima (onde for possível);

– 25 de setembro – Participação da DN da FASUBRA no ato em defesa da Ciência e Tecnologia Pública convocado pela SBPC, em Brasília;

– 27 a 29 de setembro – Reunião preparatória para o Seminário Nacional de Segurança da IPES e EBTT – UFPB/PB;

– 02 e 03 de outubro – Greve de 48 horas da Educação, com ANDES, Sinasefe, ANPG e UNE;

– 16 a 18 de outubro – Encontro Jurídico e Relações Sindicais;

– 24 a 25 de outubro – Encontro de Aposentados;

– 07 a 09 de novembro – Reunião do GT Comunicação;

– 29 e 30 de novembro – Encontro Raça e Etnia;

– 13 de dezembro – Seminário LGBTI;

– 13 a 15 de dezembro – Plenária Nacional.

Moções aprovadas na plenária

As   moções   aprovadas   na   plenária   serão   encaminhadas   para   análise   jurídica e posteriormente serão publicadas nos próximos Informativos.

Relacionadas