Sindical
Entidade se posiciona para lutar contra todos os ataques do governo Bolsonaro
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
70115771_342711279796634_3793470898585993216_o
A indignação popular contra Bolsonaro toma as ruas. Foto: Mikke Nienow |

Da redação – A plenária nacional da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (FASUBRA), que ocorreu entre os dias 14 e 15 de setembro em Brasília, aprovou orientação para que seja organizada uma greve geral por tempo indeterminado e que tenha como pauta uma campanha contra o governo Bolsonaro.

Dentre os destaques da pauta, constam a derrubada do projeto Future-se, de corte nas verbas para as universidades; as investidas contra os direitos dos servidores públicos; contra a reforma administrativa e da previdência; contra a intervenção fascista do governo nas Instituições Federais de Ensino; pela revogação de todos os ataques deste governo golpista à educação pública.

Abaixo, nota da FASUBRA:

A Plenária Nacional da FASUBRA Sindical, realizada nos dias 14 e 15 de setembro, em Brasília/DF, aprovou a orientação de construção da greve por tempo indeterminado, sendo que o resultado das assembleias deve ser enviado oficialmente até o dia 4 de outubro. A greve terá como pauta:

1 – A derrubada do projeto Future-se;

2 – Contra os cortes de recursos nas IPE, do CNPQ, da CAPES, do PNAES e do FUNDEB;

3 – Contra os ataques do governo Bolsonaro aos direitos dos servidores públicos;

4 – Contra a Reforma Administrativa já anunciada pelo Governo (redução do salário com redução de carga horária – PEC 438/2018 -, Ataques à Carreira – Decreto 9991/2019, fim da estabilidade, extinção do RJU);

5 – Contra a Reforma da Previdência;

6 – Contra a intervenção do governo na escolha dos dirigentes das IFE;

7 – Pela revogação das legislações, decretos, portarias e instruções normativas que atacam a educação pública;

8 – Pela derrubada da EC 95.

Assim, orienta:

– Participação com mobilização no dia 20 de setembro da greve mundial do meio ambiente;

– Participação efetiva na greve nacional do setor da educação nos dias 2 e 3 de outubro;

– Dia 25 de setembro – participação da DN da FASUBRA no ato em defesa da Ciência e Tecnologia Pública, convocado pela SBPC, em Brasília;

– Construir assembleias conjuntas dos segmentos da comunidade universitária;

– Fazer o debate sobre a entrada imediata em greve nas IFE que suspenderem as aulas em decorrência dos cortes de verbas, pela reabertura da instituição e retorno das bolsas e dos recursos;

– Fazer reuniões com senadores nos estados, para manter a pressão para que se posicionem contra a Reforma da Previdência;

– Manter a articulação com as assembleias legislativas nos estados, para construir audiências públicas sobre a situação das IPE.

As entidades de base devem debater e deliberar sobre a possível deflagração de greve por tempo indeterminado, considerando:

1 – Greve por tempo indeterminado:

SIM ou NÃO

2 – A plenária solicita que seja debatido e deliberado em assembleia a consulta da campanha FORA BOLSONARO!

SIM OU NÃO

A Plenária Nacional da FASUBRA autoriza a Direção Nacional a convocar Plenária Nacional para os dias 12 e 13 de outubro, caso a maioria das entidades base indique a entrada na greve, para dar encaminhamento ao resultado da consulta.

Em caso de deflagração de greve por tempo indeterminado o calendário de atividades da FASUBRA será suspenso.

Calendário aprovado pela Plenária

Durante a Plenária Nacional foi aprovado também o calendário de lutas da FASUBRA para os próximos dias. Confira as datas:

– 20 de setembro – Greve Mundial pelo Clima (onde for possível);

– 25 de setembro – Participação da DN da FASUBRA no ato em defesa da Ciência e Tecnologia Pública convocado pela SBPC, em Brasília;

– 27 a 29 de setembro – Reunião preparatória para o Seminário Nacional de Segurança da IPES e EBTT – UFPB/PB;

– 02 e 03 de outubro – Greve de 48 horas da Educação, com ANDES, Sinasefe, ANPG e UNE;

– 16 a 18 de outubro – Encontro Jurídico e Relações Sindicais;

– 24 a 25 de outubro – Encontro de Aposentados;

– 07 a 09 de novembro – Reunião do GT Comunicação;

– 29 e 30 de novembro – Encontro Raça e Etnia;

– 13 de dezembro – Seminário LGBTI;

– 13 a 15 de dezembro – Plenária Nacional.

Moções aprovadas na plenária

As   moções   aprovadas   na   plenária   serão   encaminhadas   para   análise   jurídica e posteriormente serão publicadas nos próximos Informativos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas