Terror fascista
Ataque ocorreu no distrito de São Mateus, em meio às atividades da extrema-direita, que continua agredindo os setores mais vulneráveis da população
WhatsApp Image 2019-12-23 at 11.34.55 (1)
Polícia Civil no local onde foi encontrado o corpo do morador de rua na manhã de hoje. Foto: DCO |
WhatsApp Image 2019-12-23 at 11.34.55 (1)
Polícia Civil no local onde foi encontrado o corpo do morador de rua na manhã de hoje. Foto: DCO |

Da redação – Um morador de rua foi queimado vivo na madrugada desta segunda-feira (23) em São Mateus, distrito da zona leste de São Paulo.

O corpo foi encontrado na marginal do riacho Córrego dos Machados, próximo ao Jardim Tietê.

A reportagem do Diário Causa Operária esteve no local logo após a chegada da Polícia Civil. Questionado, o órgão repressor disse que vai iniciar as investigações sobre o caso.

Entretanto, é possível afirmar, com certeza, de que trata-se de uma ação criminosa de um grupo ou indivíduo fascista, pelo fato de a própria ação ser fascista.

Não é incomum esse tipo de caso em São Paulo e nas grandes capitais do País, principalmente desde o golpe de 2016, que ocorreu em meio ao crescimento do movimento fascista, alavancado pela burguesia e pelo imperialismo.

Com a extrema-direita no poder, representada principalmente pelo fascista Jair Bolsonaro, esse tipo de gente se sente a vontade para realizar os mais brutais ataques contra os setores mais vulneráveis, por isso é preciso frear o avanço da extrema-direita com a organização dos trabalhadores em comitês de autodefesa para impedir qualquer ataque.

Relacionadas
Send this to a friend