Fascista atropela e mata manifestante do MST em Valinhos (SP)

mst

Da redação – Um homem atacou na manhã de hoje (18) uma manifestação de acampados do MST na cidade de Valinhos, no interior de São Paulo, atropelando os sem terra e matando um dos manifestantes.

O seguinte relato é de Kelli Maforte, da coordenação nacional do MST:

”Hoje pela manhã, o MST estava fazendo uma manifestação em frente ao acampamento “Marielle Vive” em Valinhos, interior de São Paulo.Era uma manifestação reivindicando que a prefeitura de Valinhos fornecesse água para o acampamento que a um ano estão sem esse fornecimento.

Foram surpreendidos por uma caminhonete que foi jogada contra as pessoas, ferindo vários manifestantes.

Infelizmente, um membro do movimento, de nome Luiz(73), foi atingido fortemente. Foi socorrido, mas veio a falecer no hospital.

Os trabalhadores correram atrás da caminhonete, mas o motorista ameaçou-os com uma arma de fogo.”

De acordo com os trabalhadores, há câmeras na estrada que podem ter filmado o ocorrido.

Ainda, de acordo com Kelli, ”o motorista agiu de acordo com o clima de ódio instalado na sociedade brasileira no qual o presidente Bolsonaro é o principal responsável. Pois tem incentivado frequentemente que o movimento Sem Terra seja tratado na bala“.

É pouco provável que a polícia e o Judiciário punam esse motorista, visto que há uma possibilidade inclusive de ele fazer parte dessas instituições do Estado.

Para combater essas agressões fascistas é necessário que o MST se organize em grupos de autodefesa.