Siga o DCO nas redes sociais

Ditadura no futebol
Fascismo: Ministério Público de PE propõe fim das torcidas organizadas
A burguesia quer extinguir as organizações do povo para censurar a luta ampla que se desenrola pelo Brasil
santa1 (1)
Ditadura no futebol
Fascismo: Ministério Público de PE propõe fim das torcidas organizadas
A burguesia quer extinguir as organizações do povo para censurar a luta ampla que se desenrola pelo Brasil
Aldo Carneiro Costa/GazetaPress
santa1 (1)
Aldo Carneiro Costa/GazetaPress

Aproveitando da briga lamentável entre torcedores do Santa Cruz FC e do Sport Recife, na segunda feira (3), o promotor geral do Estado, Francisco Dirceu Barros, o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, e o promotor do Torcedor, José Bispo de Melo, reuniram-se para consolidar a pauta burguesa pelo fim das torcidas organizadas, e assim, o fim do esporte do povo.

“Há um clamor social na extinção das torcidas organizadas. Precisamos fazer um trabalho em que o torcedor possa levar sua família ao estádio sem qualquer perigo maior de violência […]”, afirmou Melo, em uma típica declaração direitista.

O que os direitistas que controlam o Estado precisam responder ao povo, é: a política de censura, repressão, deu certo em algum lugar? Nos EUA, a repressão policial em qualquer setor, o encarceramento em massa, nada disso fez a violência diminuir, e no Brasil muito menos. Como sabemos bem, a violência social é parte da miséria capitalista e não uma questão exclusiva do futebol.

Como a burguesia é geradora da violência social, aproveita ainda o episódio trágico para difundir amplamente sua propaganda. Generalizara as torcidas, todas, pois, à final, “a briga se espalhou por toda a cidade”. A conclusão, óbvia, é que levando o caos pelas ruas, devemos implantar uma ditadura militar e acabar com esse negócio de organização do povo em torno do seu esporte principal.

Aqui vale uma breve nota: reparem que, em todas as regiões do país, há um Datena, de extrema direita,”cagando” regras, leis, defendendo que “bandido bom, é bandido morto”. E em Pernambuco não é diferente, o que podemos conferir em uma breve pesquisa nos jornais regionais da Record, da Globo e da Band.

Ação social da organizada com o clube após o ocorrido:

Para tranquilizar os torcedores que foram pegos de surpresa na comemoração dos 106 amos, o clube e o Movimento Popular Coral (MPC), realizaram em conjunto uma ação com as crianças no Pátio Santa Cruz, local onde o time deu seus primeiros passos. Mas é claro, essas ações das organizadas a imprensa burguesa não tem nenhum interesse em fazer matéria especial no Fantástico no horário de pico, certo?

Sobre o ocorrido:

Alguns fatos importantes, são: as informações divergentes sobre a quantidade de feridos, que não deixam dúvidas de que há a intenção de superestimar o ocorrido; também, de que não havia nenhuma torcida organizada do Santa Cruz no local da briga (pois, como sabe bem quem vai ao estádio, muitas vezes as torcidas organizadas são justamente quem protege os torcedores “povão” de ataques covardes de torcedores adversários mal intencionados, e para além, da própria PM, que por vezes age como conivente desses ataques).

Não podemos aceitar calados a propaganda burguesa contra as organizações populares. No vídeo à seguir vemos que haviam crianças jogando bola, vemos PM pisando nas pessoas, atirando na direção do povo, são tantas arbitrariedades que os tais apresentadores não citam, que fica até difícil um jornalismo sério deixar passar.

Vídeo da briga e da intervenção agressiva da PM:

 

O que precisa ser dito é que vivemos um avanço de uma ditadura aberta em nosso país. Em nenhum país do mundo a censura contra organizações populares é saída, e, muito menos aceita de bom grado pelo povo. O PCO vem alertando toda esquerda nos últimos quatro anos para esse fato, demonstrando cada passo da burguesia, e agora, estamos prestes a ver a censura tirana implantada. As torcidas devem se organizar ainda mais, em órgãos antifascistas, partidários, operários, sindicalizados, chamando um Congresso Nacional pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas!

A força das torcidas organizadas é algo concreto, cultural, político, e deve ser utilizado neste momento de ditadura para derrubar o regime de forma responsável. O PCO participou do último encontro das torcidas e pretende organizar outros em breve. Acompanhem e organizem suas torcidas pelo Fora Bolsonaro na luta contra o golpe!