Terror verde e amarelo
A ação mostra como os fascistas se sentem à vontade sem uma atividade sólida e consistente da esquerda.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Capa-2
Câmeras que monitoram a Rodoviária Central de Brasília, local do assassinato. | Foto: Agência Brasília/Reprodução

Em mais uma demonstração de força diante da passividade da esquerda brasileira, indivíduos de extrema-direita, em um típico ato fascista, assassinaram com marretadas na cabeça um morador de rua em Brasília-DF na madrugada desta terça-feira (21/7).

O homem foi atingido na cabeça enquanto dormia no mezanino da Rodoviária Central de Brasília e até o momento não foi identificado.

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) registrou a ocorrência por volta das 5h03 e após constatar o óbito da vítima acionou a Polícia Civil do DF (PCDF) para averiguação dos fatos. A polícia civil chegou ao local por volta das 5h30.

A ocorrência foi então registrada na 5ª Delegacia de Polícia (Asa Norte). Este, porém é um ato fascista. É isso que a corja de verde e amarelo faz quando ninguém está vendo ou quando muitos dos que deveriam combate-los ignoram seu avanço.

A ação mostra como os fascistas se sentem à vontade sem uma atividade sólida e consistente da esquerda. É preciso denunciar a presença do fascismo que já começa a tomar conta de espaços de uso comum em Brasília e por todo o país.

É necessário esmagar o fascismo, expulsá-lo das ruas e colocar seus seguidores de volta no armário da insignificância mais uma vez.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas