Extrema-direita
A perseguição aos imigrantes parte mais precisamente de dois candidatos, Antônio Carlos Nicoletti, do PSL e de Gerlane Baccarin, do PP
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
venezuelanos
Candidato fascista do PSL, inimigo dos trabalhadores, coloca a culpa nos imigrantes venezuelanos. | Reprodução: Instagram.

As eleições municipais da cidade de Boa Vista, em Roraima (RR), estão sendo tomadas por campanhas criminosas de ataques da extrema-direita à população boliviana e venezuelana presente no município.

A perseguição aos imigrantes parte mais precisamente de dois candidatos, Antônio Carlos Nicoletti, do PSL e de Gerlane Baccarin, do PP. Estes, representam dois partidos fraudulentos, que servem apenas como “empresas eleitorais” para vigaristas capachos dos empresários. Além disso, são partidos responsáveis pelo golpe de Estado e pela campanha de ataque aos trabalhadores no Brasil desde 2016.

Ricardo Delgado, – membro da comunidade indígena pemon, localizada no município de Gran Sabana, na região da divisa entre Brasil e Venezuela -, denunciou os candidatos ao Ministério Público Federal (MPF) sobre o a acusação de “indução e incitação à discriminação e preconceito de procedência nacional em prejuízo dos povos indígenas oriundos da República Bolivariana da Venezuela”.

Delgado trabalha como voluntário na região onde se concentra a maior quantidade de refugiados venezuelanos do País, que fica em Roraima, na cidade de Boa Vista. Ele revela o caráter fascista dos candidatos no Brasil, que se espelham em campanhas asquerosas como a de Hitler. Nas décadas de 20, 30 e 40, o ditador nazista alemão se elegeu colocando a culpa da crise econômica e do alto desemprego nos povos estrangeiros, mais precisamente no povo judeu, que estava em grande quantidade naquele tempo na Alemanha.

Os candidatos atacam os povos refugiados tentando disfarçar a ação como “propostas” eleitorais, quando na verdade, o que se revela é a total falta de propostas de combate ao desemprego, e colocam a resolução dos problemas na expulsão e tomada dos direitos básicos de sobrevivência dos nenezuelanos, direitos que são constitucionais. Sabemos muito bem o que Hitler fez com a constituição e o congresso alemão em 1934, restando apenas as cinzas destes, queimados em um grande incêndio criminoso.

Bolsonaristas, os candidatos à prefeitura expressam de maneira clara o que pensa, na verdade, o governo para os trabalhadores venezuelanos. Bolsanaro costuma dizer que a Venezuela está em crise ditatorial, no entanto, sua política no Brasil para os imigrantes é de violência, retirada dos direitos básicos de vida dessas pessoas e abandono.

O candidato do PSL declara que em sua gestão, o “venezuelano não terá privilégios”. Na verdade, Nicotelli é um verdadeiro mentiroso golpista, pois os venezuelanos nunca tiveram privilégios e toda ajuda que receberam até hoje está prevista na constituição brasileira. O que ele não tem, e isso fica muito claro, é solução para o desemprego em Roraima, pois é financiado por empresários bolsonaristas, e traz propostas de gestão completamente impopulares, contrárias ao trabalhador.

É preciso estar atento, pois a desculpa de canalhas como Nicotelli e Gerlane é: “não tem para nós porque está tendo para eles”. Esses bolsonaristas inventarão asneiras até não encontrar mais desculpas para justificar sua falta de política para os trabalhadores, ou melhor, seus ataques ao povo e a garantia do emprego ao trabalhador de Boa Vista.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas