Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Um a um os “heróis” do Poder Judiciário, pintados de paladinos da moralidade pela imprensa burguesa capitalista, estão sendo desmascarados. Recentemente veio à tona que boa parte dos juízes, desembargadores e ministros de tal Poder recebem ilegalmente vultuosas verbas de auxílio-moradia, mesmo não fazendo jus a esse direito.

Dentre os beneficiados estão muitos daqueles que até bem pouco tempo eram considerados “salvadores da pátria” pelos monopólios dos meios de comunicação. Aparecem no esquema figuras como o Juiz Federal Sérgio Moro, o também Juiz Federal Marcelo Bretas, os desembargadores do TRF4 (que mantiveram a condenação do ex-presidente Lula e aumentaram sua pena) Leandro Paulsen, João Pedro Gebran Neto e Victor Luís dos Santos Laus, bem como figuras do Ministério Público, por exemplo, o Procurador da República do Ministério Público Federal Deltan Dallagnolo e o atual Secretário de Segurança do Estado de São Paulo Mágino Barbosa Filho (afastado do MPSP para exercer o cargo), dentre outros.  

Conhecidos pela atuação no “combate a corrupção”, a lisura e honestidade de tais autoridades não resistiu a uma rápida análise de suas vidas.

Não muito tempo atrás, o nível de blindagem e exaltação de tais personalidades era tanto, a ponto de que em outros carnavais foi amplamente incentivado pela imprensa porta voz da burguesia o uso de máscaras com a cara de, por exemplo, Sérgio Moro, algo impensável para os dias de hoje. Pode-se afirmar que, atualmente, quem se arriscar em tal empreitada corre o sério risco de ser agredido na rua pela população Brasil adentro.     

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas