Suspeita de leptospirose
Há indícios de que haja uma epidemia de leptospirose na cadeia, que mantem uma fossa séptica próxima aos poços de água dos presos. Há também acusações de tortura
698a7c59-8bb5-4dd1-9775-836bda01a7c5_1590414920
Familiares dos presos da cadeia de Altos protestando | Foto: Reprodução

Não é só a pandemia de coronavírus que vem dizimando a população no Brasil e acabando com a vida da população presa no país. Na cadeia de Altos, no Piauí, 5 pessoas já morreram de uma doença que ainda não foi identificada, mas que tudo indica que seja a leptospirose. Há pelo menos 35 presos internados em condições graves.

A cadeia se encontra em péssimas condições de instalação, com uma fossa séptica muito próxima do posso onde fica a água destinada ao consumo dentro da penitenciária. Há relatos, inclusive, de que em dias de chuva a água escorra para dentro da cadeia.

Em tempos de coronavírus, a chance de que a cadeia tenha mais de uma epidemia ao mesmo tempo é muito grande.

Além disso, alguns presos têm relatado para suas famílias que os penitenciários têm sofrido sucessivas sessões de tortura por parte dos carcereiros e agentes que trabalham no local.

Tudo isso contribuiu para que os familiares dos presos realizassem um protesto nessa segunda-feira, em frente ao Tribunal de Justiça do Piauí, em Teresina.

É preciso intensificar a mobilização por todo o país para que os presos sejam libertados, ainda mais em períodos como os que nós enfrentamos no momento.

Relacionadas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments