Pessoas vão morrer sem esgoto
A politica de sucateamento executada pelo capitalismo, deixa milhões sem esgoto nas cidades, algo que vai levar a classe trabalhadora a morte pela pandemia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
original-9b62584fcacb430e6bc631996a4019c9
Falta de saneamento em um bairro periférico. Foto: blog brkambiental |

Especialistas em recursos hídricos alertam para o risco de uma contaminação em larga escala pelo novo coronavírus no Estado do RJ – e também no Brasil, por  falta de saneamento básico, ou seja, esgoto tratado.

Estudos indicam que fezes de pacientes contaminados pela covid-19, podem estar contaminando a rede de esgoto. A Universidade de Stirling, da Escócia, registrou o caso de um paciente cujas fezes continham o coronavírus 11 dias depois de apresentar os primeiros sintomas, O mesmo estudo encontrou o vírus 33 dias depois de o teste ter dado negativo, ou seja, com a pessoa em tese já curada. Essa situação liga um alerta, uma vez que o esgoto fica contaminado.

Uma análise da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) já apontou a presença do novo coronavírus nos esgotos de Niterói, região Metropolitana do Rio. A descoberta é um indício do espalhamento do patógeno causador da Covid-19 no Estado.

O Diário Causa Operário vem alertando que um dos fatores que potencializou a pandemia, causando milhões de mortes em todo o mundo, é a política neoliberal. Esta vem destruindo há décadas toda infraestrutura pública, seja em países ricos ou pobres, essa é a política geral implementada pela burguesia, que é mais intensa nos países periféricos, mas ocorre também nos países ricos.

Com o agravamento da crise de saúde, a população de todos os países, percebeu por razões óbvias a necessidade e a importância de um sistema de serviços públicos, que de fato atenda a população.

A estrutura pública de qualidade é uma condição indispensável para o desenvolvimento social, sendo assim, a ideia privatista, neoliberal, não atende de forma alguma aos interesses da população trabalhadora, nem mesmo aos da classe média. A única classe atendida é a burguesia, que diante do desmonte do Estado tem seus lucros aumentados de maneira exponencial.

No Brasil, a prática de décadas da política neoliberal, ainda mais incisiva depois do golpe de Estado de 2016, foi imposta a PEC da morte, que proibiu investimentos em infraestrutura pública durante 20 anos. Ou seja, o que era ruim ficou pior. Prova disso é que o Brasil só possui 46% do esgoto tratado, tendo somente 21 municípios, nas 100 maiores cidades, que tratam o esgoto com 80% efetividade. Logo, é necessário denunciar essa precariedade do saneamento, como uma política implementada pela direita, que neste momento vai sabe-se lá quantas mortes a mais.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas