Falta até papel higiênico nos departamentos do Banco do Brasil

bb

Sucateamento é a política que vigora hoje no Banco do Brasil, método utilizado, pela direção golpista da empresa, com vistas à privatização do banco.

A direção do Sindicato dos Bancários de Brasília recebe reclamações, praticamente todos os dias, em relação a vários problemas que acontecem nas agências e dependências do banco. Falta de água nas copas e nos banheiros, problemas com o ar condicionados, falta de material de expediente, lugares insalubres, acumulo de materiais de entulho nos locais de trabalho, e até, imaginem só, falta de papel higiênico nos banheiros.

O sucateamento do BB faz parte da política deliberada da direita golpista, artifício utilizado pela burguesia para privatizar as empresas estatais, e entregar, a preço de banana, para os parasitas capitalistas o patrimônio do povo brasileiro.

A nova investida dos golpistas à frente do Banco do Brasil veio logo após as eleições (as mais fraudadas e manipuladas dos últimos anos, em que a burguesia nacional e internacional, dando continuidade ao golpe, colocou um boneco de marionete dos grandes capitalistas na presidência República, tutelado pelos militares), quando a direção do banco anunciou mais uma etapa do processo reestruturação com o corte de 126 cargos e redução de pessoal.

Pior! Circula na rádio corredor do banco uma nova redução no quadro de 27 mil funcionários através dos famigerados planos de demissões, e uma nova onda de descomissionamentos, e muito mais ainda está por vir.

É necessário organizar, imediatamente, uma ampla mobilização contra todos os ataques desferidos pelos golpistas que tentam a qualquer custo atacar os trabalhadores e as empresas nacionais para beneficiar meia dúzia de parasitas.