Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Seguindo a onda da Inglaterra, que usou o envenenamento estranho de um antigo espião Russo para expulsar 23 diplomatas russos do País, os países imperialistas europeus e norte-americanos, e seus países subjugados, decidiram entrar em uma ofensiva geral e unificada contra o país que encabeça o nacionalismo-burguês em nível internacional. O boicote da Islândia à Copa do Mundo por conta do envenenamento do espião, que até agora não se provou nada contra os Russos, já demonstra que existe uma tentativa de enfraquecer o governo.

Não bastasse isso, diversos outros países expulsaram diplomatas russos de seus países, o que acarretou na expulsão de uma centena em todo o mundo. Só nos Estados Unidos foram 60 diplomatas expulsos. Outros países são a Alemanha, Letônia, Lituânia, Polônia, Canadá, Ucrânia, Noruega e Albânia. Cinicamente, o governo Trump ainda revelou que isso deixou os Estados Unidos mais “seguro” reduzindo a chance de espionagem por parte do governo Russo – isso oriundo das palavras do presidente do país que mais tem espiões no mundo, e que são usados para orquestrar golpes de estados e guerras.

A ofensiva geral contra os russos indica um certo realinhamento geral do governo Trump com o setor mais poderoso do imperialismo internacional.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas