Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Criada pela imprensa norte-americana para combater a campanha à presidência de Donald Trump, que usava da piada que é a imprensa capitalista para seu próprio benefício, o conceito de “Fake News” tomou todo um corpo no Brasil e no mundo. Tomou corpo, foi comprada por parte da esquerda e agora é todo um movimento. Para quê? Três pontos.

Fake news servem para calar a esquerda 2
desculpas de fake news na fábrica de fake news norte-americana

O primeiro é que como a direita é fantoche do imperialismo e sua imprensa é comprada, alugada, revendida eles logo foram ordenados a fazer uma campanha contra as tais Fake News. Toda a imprensa burguesa e golpista produz massivamente Fake News. A imprensa venal escreve propaganda imperialista com mentiras deslavadas e escancaradas a todo momento. O trabalho da imprensa burguesa é produzir notícias falsas a favor do imperialismo ou das campanhas da burguesia nacional e contra o povo. Veja como as Fake News são tradição da imprensa golpista, em artigo da Folha de São Paulo.

Fake news servem para calar a esquerda 1
Que notícia verdadeira!!!

O segundo ponto é que parte da esquerda brasileira “comprou” essa campanha. Como é característica dessa esquerda e de esquerdistas, adotaram cegamente a campanha dos norte-americanos (sempre honestos, poderosos, inteligentes, pacíficos e bastião da democracia) sem qualquer senso crítico, “seguindo o chefe”. “Empoderamento”, “problematizar”, russo é malvado, iraniano é terrorista, não à Copa e todas as campanhas levadas a cabo pela direita foram imediatamente compradas por uma ala da esquerda, que, sempre extremamente míope, não vê que vai dar tiro no próprio pé; ou pior, no pé de todo o mundo e não necessariamente no pé.

O terceiro ponto é o objetivo das Fake News: calar a esquerda, censurar, acabar com a liberdade de expressão principalmente na internet que, cada vez mais, pode criar blogs, sites, vídeos para combater a imprensa venal burguesa. Diversos jornalistas renomados conseguiram sair de seus jornais burgueses capachos e formarem blogs, canais no Youtube, fóruns, e, assim, mostrar o monopólio capitalista, a indústria das Fake News. Uma centelha de imprensa livre iniciou uma chama de notícias denunciando os conteúdos falsos da imprensa burguesa e colocando o seu lado da história; e agora o imperialismo e  burguesia nacional querem acabar com essa chama de toda maneira.

Fake news servem para calar a esquerda 3

Sabemos que é preciso acabar com toda a imprensa capitalista, com os jornais golpistas, com a concessão a rádios e canais de televisões capachos do imperialismo. Mas e até lá?

É preciso fortalecer e expandir a imprensa independente, para a população trabalhadora, pobre. Para todos os oprimidos.

É preciso chamar as coisas pelo seu nome. A campanha das Fake News é para calar a todos que não concordam com a classe dominante, com a imprensa capitalista; é censura! Não concordou, escreva algo sobre isso. Saiu uma notícia que acha errada, denuncie escrevendo. Faça uso da internet para opinar, se manifestar. Mas nunca a censura, que é a arma dos opressores e não dos oprimidos. Quando pedimos censura, não serão a Rede Globo ou O Estado de S. Paulo os censurados, mas a imprensa operária, a esquerda, os jornalistas independentes.

Não podemos aceitar a armadilha que está sendo criada para calar a imprensa independente. É preciso continuar construindo uma imprensa que faça frente a imprensa capitalista que sempre produziu e produzirá notícias falsas. Uma imprensa que denuncie o caráter ditatorial do regime que está se formando no Brasil. Um golpe se faz por diversos meios e estamos vendo todos eles em ação: imprensa capitalista, judiciário golpista, militares nas ruas, fascistas sedentos por sangue. É preciso reagir, usar e criar o espaço para a imprensa que denuncia toda a construção do golpe. Não calarão a imprensa de esquerda!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas