Ensino à distância
Denúncia de professores da rede superior privada mostra como capitalistas da educação estão se aproveitando da crise para aumentar a exploração sobre os trabalhadores
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
grupo Ser Educacional
Faculdades Maurício de Nassau, uma das dezenas do grupo Ser Educacional. | Foto por: reprodução.

Professores da rede privada de ensino superior têm denunciado o aproveitamento da pandemia pelos grupos empresariais donos das faculdades para coagir os professores a aceitarem demissões, cortes de salários e se apropriarem do seu capital intelectual.

É o que denunciam, por exemplo, os professores do grupo Ser Educacional, que estão sendo coagidos a entregarem as aulas gravadas utilizadas no método EAD de forma indefinida e indiscriminada, o que envolve inclusive, professores já demitidos, cfe publicou o Brasil de Fato.

Denunciam terem recebido um simples e-mail alguns meses atrás o qual aditava seus contratos de trabalho prevendo a sessão praticamente irrestrita do conteúdo produzido por eles no EAD.

O grupo Ser Educacional é um dos maiores do país e acaba de anunciar a aquisição da rede Laureate, que integra uma rede internacional de faculdades, o que inclui 12 faculdades no Brasil, como a Anhembi Morumbi e o Complexo Educacional FMU.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas