“O Fachin é nosso”
O ministro do STF, Edson Fachin, supendeu decisão anterior de Dias Toffoli que obrigava Lava a Jato a compartilhar dados com a PGR para supervisão.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Edson FAchin - STF
Ministro Edson Fachin do STF. | Foto por: José Cruz

O ministro do STF, Edson Fachin, suspendeu nesta segunda-feira (03) a decisão anterior do ministro Dias Toffoli, que obrigava os procuradores da operação Lava a Jato, a compartilhar dados das investigações com a Procuradoria Geral da República (PGR).

A decisão de Toffoli, uma liminar provisória de 09 de Julho, obrigava os procuradores da Lava a Jato do Paraná, de São Paulo e do Rio de Jeniro que compartilhassem a base de dados para a supervisão de informações pela PGR.

Fachin, argumentou em sua decisão que o tipo de ação requerida pela PGR, uma reclamação, não seria o meio adequado para solicitar o compartilhamento de dados, inclusive pela reclamação utilizar como referência de precedente uma decisão do STF sobre deslocamento de procuradores do MPF.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas