Menu da Rede

teatro municipal de são paulo 460468993

Escolha de OS para gerir Theatro Municipal pode ter sido ilegal

  • Capa
  • fabricas
  • Honda abre PDV a pretexto da falta de componentes eletrônicos

Demissões

Honda abre PDV a pretexto da falta de componentes eletrônicos

A abertura de um PDV nas fábricas da Honda de Sumaré e Itirapina, localizadas no interior de SP, é parte de uma reestruturação para reduzir salários dos operários.

Fábrica da Honda em Sumaré – Reprodução

Receba o DCO no Email

A empresa automotiva Honda anunciou a abertura de um Programa de Demissão de Voluntária (PDV) nas suas fábricas de Sumaré e Itirapina, ambas localizadas no interior de São Paulo. As duas unidades empregam juntas cerca de 3 mil trabalhadores.

O cenário de incertezas sobre a situação política e econômica do País, somada com a crise da falta de componentes eletrônicos para a produção de veículos, influenciam na decisão segundo a direção da empresa. Contudo, em 2019 foi iniciado um processo de transferência da produção de veículos da fábrica de Sumaré para Itirapina.

Artigos Relacionados

Adelino Orsi Júnior, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região, denunciou que a Honda se aproveita da situação para “fazer uma reestruturação para reduzir salários, pois a média salarial em Sumaré é de R$ 5 mil, enquanto em Itirapina é muito menor”.

O Sindicato dos Metalúrgicos realizou uma assembleia com a categoria ontem (14) na unidade de Sumaré e se posicionou contra a abertura do PDV. Hoje pela manhã (15), o Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira e Região comandou uma assembleia em Itirapina para discutir a questão.

É preciso destacar que a primeira coisa que os patrões fazem na crise é atacar os direitos dos trabalhadores, com a redução de salários, demissões, abertura de Programa de Demissão Voluntária e retirada de direitos trabalhistas. É evidente que a Honda quer demitir os trabalhadores da fábrica de Sumaré em virtude da maior média salarial.

A crise capitalista é o elemento central da situação econômica mundial. A burguesia precisa aprofundar a exploração da classe operária, acabar com os direitos que colocam limites à exploração, para retomar sua taxa de lucro. A ameaça do desemprego e do lançamento na miséria é uma chantagem permanente dos patrões para obrigar os trabalhadores a aceitar os ataques. Isto é, ou os operários aceitam a deterioração das suas condições de vida e trabalho ou são obrigados a passar fome.

A falta de componentes eletrônicos é um dos pretextos que a Honda apresenta para levar adiante os ataques aos operários. Os patrões sabem que é preciso ocultar os verdadeiros objetivos dos capitalistas. O Sindicato dos Metalúrgicos deve realizar assembleias com os trabalhadores e mobilizar a categoria no sentido de não permitir a reestruturação da Honda. É absolutamente necessário impedir que a classe operária, a classe social produtora de toda a riqueza social, seja atirada no desespero e na miséria.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.