Menu da Rede

Toque na Bateria Zumbi dos Palmares por Fora Bolsonaro

PL 1379/2021

Extrema-direita manobra para encarcerar ainda mais pessoas

Nas mãos da burguesia os presídios e as penas possuem um propósito muito bem definido de controlar e massacrar o povo

Algemas – Foto: Reprodução

Publicidade

A extrema-direita apresentou na última semana Projeto de Lei para aumento de penas no país. O PL 1379/2021 foi proposto pelo direitista Guida Peixoto (PSL) e também foi assinado pela deputada bolsonarista Carla Zambelli (PSL). A proposta foi batizada pela direita como “Lei Henry”, em uma clara demagogia com o caso do garoto assassinado por seu padrasto “Dr. Jairinho”, vereador do Rio de Janeiro pelo partido de direita Solidariedade.

O projeto propõe alterar o Código Penal para aumentar as penas dos crimes de homicídio qualificado e do homicídio doloso praticado contra pessoa menor de 14  anos ou maior de 60 anos. A extrema-direita bolsonarista com isto pretende usar o caso da morte de Henry que teve grande repercussão na imprensa pela crueldade dos eventos que levaram à morte do menino – pelas mãos inclusive do vereador  bolsonarista- para avançar nos ataques, repressão e perseguição ao povo.

Os deputados do PSL que propuseram o aumento das penas não estão minimamente preocupados a situação de setores mais vulneráveis e oprimidos, como as crianças, a juventude, as mulheres, etc, a lei não visa mudar em nada as condições que levam a esta opressão e às situações que levam estes grupos a serem os mais atingidos pelas mazelas sociais como é a própria violência doméstica que predomina contra as crianças e mulheres.

Mesmo porque as condições que levam à opressão destes setores são resultado direto das políticas adotadas pela direita e extrema-direita que promovem o massacre da população em geral. Não há assim por parte destas iniciativas da direita nenhum interesse favorável aos trabalhadores, muito pelo contrário usam a violência contra crianças e contra mulheres como demagogia para aumentar a repressão e o massacre contra o povo e contra os próprios setores mais oprimidos.

Aumentar o poder punitivo do Estado burguês com mais crimes tipificados e penas maiores é justamente ir no sentido contrário da melhora das condições de vida dos oprimidos uma vez que dá mais armas para a direita perseguir o povo trabalhador e pobre. Dar poder para a direita contra o povo que não controla o estado é como colocar a vida do menino Henry nas mãos do seu padrasto, o resultado é evidente.

A violência do vereador bolsonarista contra seu afilhado de cinco anos de idade é semelhante, em escala individual, à violência da polícia fascista contra os negros nas periferias, um setor oprimido sendo atacado pelo setor dominante que controla os meios de opressão, é o retrato do massacre no Jacarezinho – uma violência do Estado. A direita que retira aposentadoria dos trabalhadores, mata mais de 400 mil pessoas com a pandemia, massacra os negros e tantas outras atrocidades, quando propõe aumentar as formas de reprimir o povo pretende tão somente intensificar o que já faz normalmente que é atacar os trabalhadores.

O aumento de penas serve para a burguesia prender a classe trabalhadora, sobretudo o povo pobre e negro, não serve jamais para amontoar os presídios em condições sub-humanas dos elementos da burguesia do qual Dr. Jairinho que assassinou Henry pertence, ou a deputada Flordelis que assassinou seu marido, as leis da burguesia para encarcerar e massacrar o povo não se aplicam neste caso. Mesmo se forem aplicadas, a burguesia sempre dá um jeito de não tornar isso uma política de Estado, ao contrário do que faz contra a classe trabalhadora.

Isto porque nas mãos da burguesia os presídios, as penas, possuem um propósito muito bem definido de controlar e massacrar o povo para esconder os problemas e mazelas sociais sofridos pela população e causados pela própria burguesia. Neste sentido é preciso atenção para não deixar que estas questões caiam nas mãos da direita por conta de toda a histeria propagada pela imprensa burguesa.

A solução para os problemas que levam a situações como a que aconteceu com Henry e acontece todos os dias com milhares de crianças e mulheres, a violência doméstica, os abusos, etc, não se dá através da burguesia que é a causadora de tudo isto. Estes problemas não são como a direita pretende fazer parecer, uma questão individual, moral e afins, mas sim reflexo de problemas sociais bem definidos.

Aumentar a repressão não leva à solução de nenhum deles, mas gera novos problemas para os setores oprimidos enquanto o que leva à eles permanece e se fortalece. É preciso combater a direita, impedir iniciativas que visam dar mais poder punitivo do estado contra o povo. Os trabalhadores não precisam da direita e da sua repressão para enfrentar seus problemas, precisam da mobilização contra a direita e a burguesia responsável por todos eles.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.