Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
image (2)
|

Da redação – Dezenas de pessoas se reuniram ontem (24), em frente à Praça do Parlamento, em Londres, exigindo a libertação do preso político Julian Assange.

O ato foi realizado pela Campanha em Defesa de Julian Assange (JADC, em inglês) e por militantes de esquerda do Reino Unido. Segundo informações do World Socialist Web Site, turistas e passantes juntaram-se ao ato.

As principais palavras de ordem da manifestação eram, além de Liberdade para Julian Assange (Free Julian Assange), “UK, USA, Free Julian Assange” (Reino Unido, EUA, soltem Julian Assange); “There is only one condition. No extradition!” (Tem apenas uma condição, nenhuma extradição!”; e “Free Press-Free Assange” (Liberdade de imprensa-liberdade para Assange”.

Além disso, compararam a situação de Assange com a de Chelsea Manning, que também foi preso pelo imperialismo por informar a população das agressões do imperialismo. Os manifestantes exigiram a liberdade de expressão na internet e na imprensa.

Assange, que é um ativista cibernético e revelou diversos documentos das forças armadas norte-americanas, revelando as agressões dos países imperialistas na guerras do Oriente Médio, está preso em uma solitária, em Belmarsh, no sudeste de Londres.

O fundador do sítio Wikileaks está ameaçado de extradição para os Estados Unidos, onde poderá ser preso por mais de 5 anos. No dia 2 de maio, participará de uma ouvidoria na corte sobre este caso.

Sua mãe já havia denunciado que Assange está proibido de receber visitas na prisão, e está tendo todos seus direitos brutalmente violados pelo Estado burguês.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas