Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O exército, juntamente com a polícia Militar e a polícia civil estão instaurando um verdadeiro estado de sítio nas comunidades do Rio de Janeiro. Os militares deram início na manhã dessa quinta-feira a uma operação conjunta com a força policial nas favelas da zona norte do Rio de Janeiro, Manguinhos, Mandela, Jacarezinho e Arara. Ao todo foram empregados na operação cerce de 3 mil militares, além de 400 policiais civis.

A ocupação dos militares significa um regime de terror para os moradores das comunidades do Rio de Janeiro, os quais tem suas casas invadidas de forma arbitrária, são agredidos pelos policiais, sem falar nas prisões sem qualquer mandato e nas inúmeras mortes que não são noticiadas nos noticiários burgueses.

De acordo com a imprensa golpista, cerca de 40 pessoas já foram presas, o que na realidade deve ser muito mais. A ação das forças armadas nas favelas cariocas é uma ação repressiva contra o povo trabalhador. É necessário denunciar essa ameaça. o abuso, a total arbitrariedade e a violência do exército contra os moradores das comunidades cariocas e combater a ofensiva golpista por meio da organização dos comitês de luta.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas