Exemplo do caráter dos banqueiros golpistas: Itaú demite trabalhadora em tratamento contra o câncer

itaúu

Os banqueiros, setor mais parasitas da economia, aumenta sistematicamente a exploração dos trabalhadores e da população em geral, forma que utilizam para aumentar a cada dia os seus fabulosos lucros, nem que para isso passem por cima dos direitos dos trabalhadores.

O modus operandi dos fascistas do Banco Itaú é de perseguir os trabalhadores com problemas de saúde, sejam aqueles que adquirem doenças ocasionadas por motivos laborais, sejam aqueles que adquiram outras doenças.

Em mais um exemplo do caráter parasita dos banqueiros, recentemente uma trabalhadora da agência São Mateus, localizada na zona leste da capital paulista, licenciada para tratamento contra um câncer, foi demitida pela empresa.

A demissão é mais uma dentre as centenas de milhares que acontecem todos os dias no banco fruto da política dos banqueiros que visam única e exclusivamente explorar o trabalhador, inclusive, passando por cima dos direitos dos trabalhadores que adquirem doenças ocupacionais ou mesmo de licença médica para tratamento de qualquer tipo de doença.

A direção dos bancários de São Paulo, corretamente, organizou uma paralisação as atividades da agência exigindo a reintegração imediata da funcionária.

Os trabalhadores não devem aceitar os ataques dos banqueiros golpistas à toda categoria. É necessário organizar, imediatamente, uma reação à ofensiva dos patrões contra os direitos e conquistas dos trabalhadores que se intensificaram com o golpe de Estado.