Mais um que morreu
Por mais que a delação não represente uma prova em si, trata-se de mais um que acusou Aécio Neves que aparece morto.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Henrique-Valladares
Henrique Valladares. Foto: Reprodução |

Da redação – Ex-vice-presidente da Odebrecht, Henrique Valladares, foi encontrado morto na terça-feira (17). Valladares estava em sua residência no Rio de Janeiro.

Por meio de delação premiada, Valladares acusou o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG), o jornalista do Antagonista, Diogo Mainardi, e mais dois outros de terem recebido propina da empreiteira Odebrecht, da qual ele fazia parte.

Quem divulgou a morte de Valladares, um dos principais delatores da Lava Jato, foi o colunista d’O Globo, Lauro Jardim. Ainda não se sabe o motivo da morte.

Porém causa suspeita uma vez que em 2017 acusou Aécio Neves de ter recebido R$ 50 milhões dados pessoalmente por ele. Por mais que a delação não represente uma prova em si, trata-se de mais um que acusou Aécio Neves que aparece morto.

Em 2016, um Policial Civil, Lucas Gomes Arcanjo, foi encontrado morto na janela de seu quarto com uma gravata no pescoço.

O policial havia ficado famoso por conta das denúncias contra o ex-candidato à presidência da República pelo PSDB, denunciando Aécio Neves de “bandido”.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas