Adiamento
Adriana Salvatierra era a terceira na linha de sucessão de Evo Morales
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
adriana
Adriana Salvatierra | Foto: Reprodução

A senadora boliviana Adriana Salvatierra era a presidente do Senado quando houve o golpe militar contra Evo Morales. Na ocasião, ela foi forçada a renunciar em meio à escalada golpista. Na última semana, Salvatierra denunciou o novo golpe em curso na Bolívia, que consiste no adiamento das eleições.

Segundo Adriana Salvatierra, o adiamento das eleições é “ilegal e arbitrário”.

A ex-presidente do Senado também disparou uma série de ataques contra o governo golpista de Jeanine Añez:

“Terrível, é uma péssima gestão sanitária e cheia de casos de corrupção, como se pôde ver com a compra irregular de respiradores”.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas