Ex-presidente do Peru é preso por caso envolvendo a Odebrecht

ppk

Da redação – O ex-presidente do Peru, Pedro Pablo Kucynski, foi preso preventivamente na tarde desta quarta-feira (10) na capital peruana, Lima. Eleito em 2016, PPK, como ele era chamado, renunciou em 2018 sob acusações de corrupção envolvendo a empresa brasileira Odebrecht. Antes de renunciar, PPK sofreu duas tentativas de impeachment, em um Congresso dominado por fujimoristas, do grupo político do ex-presidente Alberto Fujimori, ditador que levou adiante uma intensa repressão durante os anos 90.

PPK foi preso preventivamente, e enquanto era conduzido pela polícia denunciou pelo Twitter que se tratava de uma “arbitrariedade”, porque ele teria “colaborado com as investigações”. As investigações relativas à Odebrecht afetaram as atividades da empresa em vários países da região.