Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Agentes do Serviço Bolivariano de Inteligência (SEBIN) detiveram nesta terça-feira em Caracas O ex-Ministro do Interior Miguel Rodríguez Torres, major-general do exército, ex-chefe da inteligência venezuelana. Não houve pronunciamento oficial mas a imprensa noticia que Rodríguez é acusado de planejar a derrubada do governo e de ter vínculos com agências de inteligência dos Estados Unidos.

É de se notar que o ocorrido se dá algumas semanas depois do agora ex-secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, haver recheado um comentário sobre a política daquele país para a América Latina com uma conclamação ao exército venezuelano para que este derrubasse o governo através de um golpe de Estado.

A despeito de no momento serem poucas as informações sobre o fato e sobre Miguel Rodríguez a atribuição a uma alta patente do exército venezuelano a condição de suspeito de conspirar para a derrubada do governo através de um golpe militar é totalmente verossímil à luz não só de precedentes históricos como também de fatos recentes entre os quais se pode destacar a tentativa de golpe na Turquia e o golpe consumado no Brasil. Nestes dois casos transpareceu de modo muito claro a capacidade de infiltração do imperialismo nos aparelhos de Estado dos países alvos de suas ações seja pela força da hegemonia do dólar seja pelo poder de chantagem dos serviços de inteligência estadunidenses. No primeiro caso após debelada a tentativa golpista seguiu-se um gigantesco expurgo na burocracia e nos quadros militares turcos. No Brasil é impensável um processo de restauração democrática que não inclua uma faxina semelhante à realizada por Erdogan.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas