Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
cms-image-000424636
|

Da redação – Christianne Machiavelli trabalhou no departamento de comunicação da Lava Jato no prédio da Justiça Federal de Curitiba e assessorou o juiz agente dos EUA Sergio Moro por seis anos.

Em entrevista ao Intercept, ela comprovou o conluio golpista entre a imprensa burguesa e o Judiciário, a Polícia Federal, o Ministério Público e os golpistas em geral na execução da Lava Jato, ampla operação de perseguição política e um dos principais mecanismos do golpe de Estado no Brasil.

Desde o início da operação, em 2014, foi possível perceber o caráter direitista, golpista e pró-imperialista dessa operação, criada e gerenciada pelos Estados Unidos. A imprensa golpista, que sempre desempenhou um papel fundamental na manutenção dos governos de direita e na desestabilização de governos de esquerda, como os do PT, atuou junto a esses outros órgãos antidemocráticos para prender os principais dirigentes petistas, incluindo o ex-presidente Lula.

“Talvez tenha faltado crítica da imprensa. Era tudo divulgado do jeito como era citado pelos órgãos da operação. A imprensa comprava tudo”, revelou Christianne.

Como diz a reportagem, trabalhos jornalísticos minimamente independentes sobre o Estado e os poderosos interesses de setores da burguesia costumam ser difíceis, é preciso batalhar por cada informação, mas na Lava Jato tudo era entregue nas mãos da imprensa golpista. A imprensa, especialmente O Globo, O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo, agiram como verdadeiros porta-vozes de Sergio Moro e dos golpistas da Lava Jato, reproduzindo literalmente os seus discursos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas