Crise econômica é mundial
Na última semana foram 2,1 milhões de pedidos do subsídio. É uma baixa com relação ao pico de quase 6,9 milhões de pedidos, porém ainda é mais alta do que antes da pandemia.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
desempregos estados unidos
Fila para testes de covid-19 em Nova Iorque. | Foto: Michael Appleton/Mayoral Photography Office

Segundo informações do Departamento de Trabalho dos EUA, os pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos passam de 40 milhões desde o começo da aplicação da quarentena no país. É o equivalente a um quarto da população estadunidense.

Na semana passada, o número foi de 2,1 milhões de pedidos. É um declínio com relação à semana passada, em que houve 2,4 milhões. Apesar de ser a oitava semana em baixa desde o pico de 6,9 milhões de pedidos, ainda são números muito superiores aos que haviam antes do começo da pandemia.

A baixa se dá em decorrência da gradual reabertura das atividades econômicas em diversos lugares do país, com diversas pessoas retornando aos seus postos de trabalho. No entanto, o crescimento contínuo de casos de coronavírus nos Estados Unidos segue atrapalhando os negócios.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas