Guerra Comercial
O departamento de Defesa dos Estados Unidos formulou uma lista de empresas chinesas sujeitas à sanção por trabalharem para o Exército Popular de Libertação da China.
EUA-x-China-reprodução
A aplicação de sanções às empresas chinesa é mais um episódio da guerra comercial. | Reprodução.
EUA-x-China-reprodução
A aplicação de sanções às empresas chinesa é mais um episódio da guerra comercial. | Reprodução.

Os Estados Unidos elaboraram uma “lista negra” composta de 24 de empresas chinesas que trabalham para o Exército de Libertação do Povo (PLA) da China.  Estas empresas serão alvo de sanções comerciais americanas.

As empresas chinesas de tecnologia fornecem diversos tipos de equipamentos para as Forças Armadas. Os americanos apontam para sua responsabilidade no desenvolvimento de equipamentos que permitem que o país asiático leve adiante a política de ocupação sobre as ilhas no Mar do Sul da China.

As seguintes empresas constam na lista:  China Electronics Technology Group, China Electronics, China State Shipbuilnding Corp. (CSSC), China  National Nuclear Corp., China Aerospace Science and Technology.

A China vem desenvolvendo tecnologia militar própria, como o porta-aviões Shandong e o próprio  BeiDou Navigation Satellite System, uma versão chinesa do GPS.

Relacionadas
Send this to a friend