Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
b1b
|

Da redação – Nesta segunda-feira (27), o Ministério da Defesa da Rússia declarou que os EUA estão planejando um falso ataque químico na Síria, na província de Idlib. Segundo um comunicado do Ministério, a Rússia teria identificado o deslocamento de um navio militar Destroyer com mísseis Tomahawk para o Mar Mediterrâneo. Um deslocamento similar também aconteceu no Golfo Pérsico, além do reposicionamento de um bombardeiro B-1B Lancer deslocado para uma base no Catar.

Segundo o Ministério da Defesa russo, esses deslocamentos indicam a intenção dos norte-americanos de “responder” a um ataque químico forjado. Em 22 de agosto, o Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, afirmou que “se o regime sírio utilizar armas químicas, nós responderemos fortemente, eles deveriam pensar nisso por um longo tempo”.

Segundo o governo russo, terroristas ligados ao Hay’at Tahrir al-Sham (antiga Al-Nusra) já teriam chegado em Jisr al-Shughur, em Idlib, com armas químicas fornecidas pelos britânicos. O plano seria fazer um ataque químico para culpar o governo de Bachar Al-Assad. Além disso, os terroristas prestariam “socorro” a vítimas se passando por membros dos chamados “Capacetes Brancos”.

Esse tipo de manobra do imperialismo é típico, colocando os países imperialistas sempre como se estivessem se defendendo ou defendendo civis indefesos contra ditaduras. De modo que as invasões e destruição de países inteiros nunca apareça como uma agressão do imperialismo mas simplesmente como uma reação legítimas, justificada e até mesmo humanitária.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas