Acidente ou atentado?
Secretário iraniano aventa possibilidade de envolvimento do imperialismo em explosão que destruiu grande parte da capital libanesa
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
beirute
Beirute devastada por explosão no porto. | Foto: Reprodução/Ruptly

O secretário do conselho denominado “Expediency Discernment Council”, Mohsen Rezaee, usou o instagram para indicar que o incidente pode ser visto como uma guerra econômica em substituição a uma guerra militar, uma estratégia que, ao invés de bombas atômicas, utiliza o arrocho econômico. Rezaee argumenta que a “política dos EUA e de Israel [são] como uma Hiroshima de subsistência ou Hiroshima de trigo”, aumentando a pressão econômica contra o povo.

https://www.youtube.com/watch?v=1Ei5wQAOLKU

Para embasar sua tese, o político iraniano afirma que nos últimos meses o governo norte-americano forçou o recuo da lira libanesa em relação ao dólar, diminuindo drasticamente o poder de compra dos libaneses.

A explosão deixou cerca de 300.000 pessoas desabrigadas e o prejuízo financeiro calculado é de 10 a 15 bilhões de dólares, segundo o governador de Beirute, Marwan Abud. Até agora, a devastadora explosão da última terça-feira deixou 137 mortos e mais de 5.000 feridas.

A fonte da explosão ainda não está clara, mas parece ter sido causada por uma faísca em uma armazém de fogos. O incidente adia a “vingança” prometida pelo Hezbollah contra Israel, que matou um dos líderes do movimento libanês, beneficiando o triângulo EUA-Israel-Arábia Saudita que tenta desestabilizar o país árabe economicamente há algum tempo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas