Pilhagem dos EUA
O governo sírio, por sua vez, denuncia a pilhagem imperialista uma vez que a presença militar norte-americana em seu território não fora autorizada
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
guerra-siria-turquia
Veículos militares dos EUA na síria | Reprodução

Segundo informe da agência de notícias oficial síria, SANA, nesta segunda-feira, 5, uma caravana militar composta por 10 veículos, incluindo caminhões carregados com várias armas, entrou “ilegalmente” no território sírio vindo do Iraque. A movimentação se deu através da fronteira do Al-Walid, conhecido na Síria como Al-Tanf.

Vale destacar que a região é rica em hidrocarbonetos e protagoniza uma escalada de conflitos desencadeada pelos EUA. Ainda segundo a mídia, o comboio seguiu direto para a cidade de Al-Yarubjia, na província de Al-Hasaka, local onde o imperialismo estadunidense estabeleceu bases militares. Essa movimentação, no entanto, não é nenhuma novidade. No último sábado, 3, outro comboio estadunidense, com 40 veículos blindados e contêineres repletos de material de logística, foram vistos no campo de petróleo Al-Rumailan, localizado na província de Al-Hasaka.

O governo sírio, por sua vez, denuncia a pilhagem imperialista uma vez que a presença militar norte-americana em seu território não fora autorizada. Segundo o governo sírio, os EUA estão “saqueando” o seu petróleo. Não é mistério para ninguém a pilhagem dos EUA. O governo russo já revelou, por meio de imagens de satélite, o envolvimento de Washington no contrabando de petróleo da síria. Mesmo assim, o governo dos Estados Unidos, presidido por Donald Trump, não para de enviar suprimentos e equipamentos militares para as áreas oriental e nordeste do país árabe, sob o pretexto de “proteger” os poços de petróleo do grupos terroristas.

A situação tem se tornado cada vez mais insustentável, e o presidente sírio, Bashar al-Asad, garantiu que, assim que ocorrer a libertação da província de Idlib, considerada o último reduto de terroristas no noroeste do país, o Exército Sírio acabará com a ocupação americana.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas