Política imperialista
Os EUA aprovaram no congresso do país uma série de sanções contra a China, a justificativa é a de que o país perseguiria muçulmanos e uirugues
Freight transportation concept, cargo containers with USA and China flags hoisted by crane hooks on blue cloudy sky background
EUA x China | Foto: Reprodução

O imperialismo é a maior organização terrorista e genocida da história. A perseguição dos países imperialistas contra os árabes é de conhecimento de todas as pessoas que se aproximam do assunto. O que é feito na Síria, na Palestina e em todo território árabe é uma das coisas mais assombrosas que a humanidade já fez até hoje.

No entanto, curiosamente o país que mais praticou genocídios contra o povo árabe em toda a história, os EUA, aprovou uma lei que impõem sanções contra a China por uma suposta perseguição contra grupos minoritários muçulmanos e uirugues.

Na realidade, as sanções nada mais são do que a mesma política praticada pelo país contra todos os países que tentam se levantar contra a política imperialista e ter um pouco de independência.

As sanções foram aprovadas pelo congresso dos EUA, com apenas um voto contrário e 413 a favor. É necessário ainda que o presidente do país, Donald Trump, sancione a lei.

As sanções contra a China aparecem em um período de extremo desgaste nas relações dos dois países. Os EUA vêm tentando culpar a China por seu próprio desastre do COVID-19.

Relacionadas