EUA ameaçam enviar navio de guerra para pressionar Rússia e proteger ditadura ucraniana

ESTOS3B6ZZAC7FXLOY3R7P34OQ

Da redação – O governo dos Estados Unidos está ameaçando enviar um navio de guerra ao Mar Negro para dar suporte aos golpistas ucranianos que, seguindo ordens do imperialismo, resolveram provocar a Rússia e enviaram três navios para a área marítima russa, sendo barrados após decidirem não responder o rádio. A informação foi revelada nesta quarta-feira (5) pela emissora “CNN”, citando três executivos norte-americanos.

A situação levou a prisão de mais de 20 militares ucranianos no estreito de Kerch, que faz a ligação do Mar de Azov com o Negro, e, segundo a reportagem, Washington pretende informar Ancara sobre a possível operação, conforme exigido pela Convenção de Montreux, que regula a passagem de navios militares através dos estreitos de Bósforo e Dardanelos.

Neste documento, as embarcações não podem atravessar os estreitos a não ser que a Turquia seja parte de um conflito militar ou considere que exista uma ameaça direta, o que cria um problema, pois o imperialismo norte-americano tentou derrubar o governo turco com um típico golpe militar e foi barrado pelo presidente Erdogan e pela população.

Em resposta, o Ministério da Defesa russa, anunciou que suas tropas da parte leste da Crimeia – anexada por Moscou em 2014, por conta do conflito com os neonazistas ucranianos -, realizaram um exercício militar com os sistemas de mísseis antiaéreos.