Menu da Rede

EUA: almirante usa regime que inspirou a ditadura militar para defender presença de general na Defesa

Tempo de Leitura: < 1

Publicidade

Em uma entrevista ao site da Globo, dia 06 de março, o almirante Eduardo Bacelar Leal Ferreira defendeu o fato do Ministério da Defesa ser ocupado por um militar, o general Joaquim Silva e Luna, desde o dia 26 de fevereiro, anunciado pelo presidente golpista Michel Temer.

“Um militar, como qualquer outro profissional escolhido pelo presidente da República, pode sim chefiar o Ministério da Defesa. Anteriormente, profissionais de outras carreiras de Estado já exerceram  esse cargo, e não há qualquer razão para que um militar não possa exercê-lo. Nos Estados Unidos, por exemplo, o atual ministro da Defesa é um fuzileiro naval de carreira”. Disse o almirante.

Declarando que sua inspiração é dos Estados Unidos, mesmo país que deu o Golpe Militar de 1964 no Brasil. O general Eduardo Villas Bôas, que tem aparecido em todas, elogiou o almirante em seu twitter dizendo:

“Os argumentos do Alte Leal Ferreira são consistentes e desprovidos de ideologia. Associo-me a eles. Comandante da Marinha defende militar no Ministério da Defesa  18:20 – 5 de mar de 2018”

Não existe nada desprovido de ideologia, esse tipo de raciocínio é medieval, hipócrita, não condiz com a realidade. O fato é que temos mais uma aprovação de Villas Bôas, o general que declarou que “somos os mesmos de 64”.

Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

Trótski: vida e obra | Curso completo (35ª Universidade de Férias do PCO)

1.5K Visualizações 12/06/2021 18:28

Watch Now

Send this to a friend