Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

“Vive a Nação dias gloriosos. Porque souberam unir-se todos os patriotas, independentemente de vinculações políticas, simpatias ou opinião sobre problemas isolados, para salvar o que é essencial: a democracia, a lei e a ordem. Graças à decisão e ao heroísmo das Forças Armadas, que obedientes a seus chefes demonstraram a falta de visão dos que tentavam destruir a hierarquia e a disciplina, o Brasil livrou-se do Governo irresponsável, que insistia em arrastá-lo para rumos contrários à sua vocação e tradições.” (Editorial de “O Globo” do dia 02 de abril de 1964)

Na manhã dessa segunda-feira, 19, o ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), Sérgio Etchegoyen, ao ser perguntado por um jornalista sobre a intervenção militar no Rio de Janeiro ser uma ameaça à democracia, respondeu que as Forças Armadas jamais ameaçaram a democracia.

Os golpistas de ontem e hoje agem igualmente. Logo após instaurarem um regime que trata o povo do próprio país como inimigo mortal aparecem em público para falar de maneira vazia e hipócrita sobre democracia, lei e ordem. Nesse mesmo sentido, o general disse que a intervenção no Rio não abre precedente para outros Estados.

Os golpistas também disseram que a derrubada de Dilma Rousseff seria em prol da luta contra a corrupção. E em mais de 600 dias desde que a presidenta foi afastada nunca se desviou tanto dinheiro para aprovar medidas contra a população.

Falaram também ser para o bem pátria. Entretanto, a pátria está sendo vendida a preço de banana deixando milhões de desempregados e os empregos que restam são a escravidão muito bem retratada pela Paraíso da Tuiuti.

Agora, a lei, a ordem, a união, a democracia serão aos poucos cada vez mais semelhante aos macabros dias de 1964 a 1985. Com a intervenção militar no Rio de Janeiro inicia a “nação dias gloriosos”, pode confiar.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas