Risco em até 4,8 metros
Mais um estudo, conclui que o coronavírus pode ser transmitido pelo ar em até 4,8 metros de uma pessoa infectada.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
PEsquisa - COVID
Pesquisas começam a identificar o risco real do coronavírus. | Foto por: reprodução.

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Flórida identificou a presença do vírus em amostras de ar coletadas de 2 a 4,8 metros de distância de pessoas infectadas, distância maior que a recomendada pela OMS.

Os pesquisadores alertam que pacientes infectados podem produzir gotículas de saliva que carregam o vírus pelo ar, podendo infectar pessoas que estejam neste raio de ação, mesmo sem terem contato com equipamentos, superfícies ou com a pessoa diretamente.

O estudo é mais um entre outros que já concluíram no mesmo sentido, gerando inclusive, uma manifestação de cerca de 200 pesquisadores no mês passado, para que a OMS e a comunidade científica internacional reconheçam formalmente o risco de transmissão aérea do vírus.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas