Estudantes da Unesp/Assis são reprimidos por reivindicarem melhorias

unesp assis

Os estudantes da Faculdade de Ciências e Letras, da Unesp da cidade de Assis, interior de São Paulo, estão sendo alvo de repressão da própria reitoria em virtude da mobilização por melhores condições na universidade, mediante investimentos estatais. A cúpula da universidade ajuizou ação de reintegração de posse para expulsar os estudantes de alguns setores do campus.

O que chama atenção é a decisão liminar, concedida pela justiça, que autoriza uso da força policial, além de impor multa diária de R$ 10 mil em desfavor de sete estudantes do movimento. Uma decisão teratológica que impõe tamanha barbaridade contra estudantes, que estão sofrendo com a precarização dos meios educacionais. A justiça está criminalizando um movimento estudantil autêntico em razão de estarem reivindicando melhores condições.

Por fim, é preciso enfatizar que o sucateamento dos meios educacionais faz parte do pacote do golpe de 2016, através do qual se instalou uma onda de enxugamento da máquina estatal por todo o país, especialmente pelo corte dos orçamentos públicos. É preciso lutar. É preciso combater as arbitrariedades dos golpistas.