Siga o DCO nas redes sociais

Estreia do documentário “Contra República de Curitiba”
maxresdefault
maxresdefault

Estreou na segunda-feira (12), às 17h30, na Vigília Lula Livre, em Curitiba (PR), com sessão aberta ao público, o documentário “A Contra República de Curitiba”, dirigido por Carlos Pronzato. A produção se destina à investigação dos impactos promovidos pelas ações criminosas da chamada “República de Curitiba” na política nacional.

Segundo Pronzato, o documentário se divide em duas partes: inicialmente é feita uma contextualização sociológica, antropológica e política da construção de Curitiba como centro político da atual conjuntura; por conseguinte, o documentário faz uma análise política do Judiciário brasileiro e da farsesca Lava Jato.

“Num momento político de extrema complexidade no Brasil, esta obra aborda, através de depoimentos de investigadores, cientistas políticos, sociólogos, juristas, professores, ativistas políticos e militantes de diversas correntes políticas do campo popular – inclusive com opiniões contrarias no amplo leque das esquerdas – realizadas na cidade de Curitiba, a origem e o desenvolvimento da assim denominada República de Curitiba, dispositivo político de impacto fundamental nas decisões do governo federal a partir da instalação da Lava Jato”, afirma Pronzato.

O documentário, por sua vez, refaz o percurso da direita golpista que levantara a cabeça nas jornadas de junho, passando pelo golpe de Estado de 2016, o início da operação golpista da Lava Jato, terminando nos vazamentos de áudios entre Sérgio Moro e Deltan Dallagnol.

É imperativo ressaltar a denúncia contra a ardilosa operação Lava Jato e todo o aparelhamento do judiciário pelos setores mais reacionários do país, cujo propósito fundamental se deu na destruição da economia nacional para a entrada das empresas imperialistas e, sobretudo, o caráter fascista e perseguidor da operação Lava Jato – orquestrada pelos EUA, onde, visivelmente, o alvo principal constitui-se no desmantelamento das liberdades democráticas do povo e a aniquilação das organizações operárias.

Se você estiver em São Paulo, aproveite a oportunidade e compareça aos seguintes locais nas datas a seguir:

Dia 21, às 19h: Al Janiah – rua Rui Barbosa, 269, Bixiga.

Dia 22 às 19h: Apeoesp – praça da República, 282, República.

Dia 23 às 19h: Teatro Heleny Guariba – praça Roosevelt, 184, Consolação

Dia 24 às18h: Espaço Cultural Mané Garrincha – rua Silveira Martins, 131, sala 11, Centro.

No Rio de Janeiro, a estreia é no próximo dia 28, na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), na rua Araújo Porto Alegre, 71, Centro.