Estado policial: drones monitoram estradas para aplicar multas e vigiar todo o mundo

drone

Da redação – Ultimamente, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) tem utilizado novos equipamentos para o monitoramento do trânsito em algumas cidades. Em São Paulo, já estão sendo utilizados radares que calculam a velocidade média por meio de duas medições consecutivas. Através dessa tecnologia, é possível determinar se o motorista andou acima da velocidade permitida no espaço entre os pontos de medição, não apenas nos pontos determinados, como os radares mais antigos. No entanto, como medida de “segurança” surgiu uma novidade, que operada pela PRF, tem como justificativa o monitoramento das estradas. Essa nova prática já está em execução nas seguintes rodovias: BRs 116, 101, 381, 324, 040, 153, 407.

Segundo a própria PRF, esse monitoramento não será feito no intuito de aplicar multas nos casos, onde: o motorista for pego falando ao telefone ou quando o mesmo estiver trafegando com o farol apagado. De acordo com os agentes, a utilização dos drones terá como finalidade, a checagem do trânsito nas estradas, buscando a redução da ocorrência de acidentes, além da coibição de ações criminosas, como arrastões. Por conseguinte, os drones terão o uso intensificado em datas como vésperas de feriado, para aumentar a arrecadação da máfia da multa comandada pelos tucanos.

Não bastasse essa máquina de multas gerenciada pelo Estado burguês, nos deparamos com mais uma investida ainda maior do governo golpista, cujo pretexto se baseia na garantia da “Lei e da Ordem”. É justamente utilizando-se dessa justificativa, que o golpista Michel Temer (MDP) e seu cão de guarda, Sérgio Etchegoyen, tem avançado de forma tirânica sob a classe trabalhadora. Dito isto, fica claro que essa medida tem como principal objetivo, impedir os protestos e as greves nas estradas do Brasil. Embora esteja dissimulado sob uma aparente proteção, o caráter dessa ação se resume ao cerceamento das liberdades democráticas. Ainda mais se formos nos pautar sobre as infinitas denúncias de trabalhadores que levaram multas sem motivo, por utilizarem o celular no suporte do carro para o GPS, pois, finalmente, não há controle algum desses aparatos de controle nas mãos dos golpistas.

Nesse sentido, todas essas medidas que visam o controle da classe operária e dos movimentos sociais como um todo, devem ser vigorosamente denunciadas.