Estados Unidos
O governador republicano Asa Hutchinson sancionou a lei que proíbe aborto até mesmo em casos de incesto e estupro. O risco de morte para a mãe é a única exceção.

Por: Redação do Diário Causa Operária

Na terça-feira (9), o estado do Arkansas, região sul dos Estados Unidos, aprovou uma lei que proíbe o aborto em todas as circunstâncias, mesmo em casos de estupro ou incesto. A única exceção é quando o aborto ocorre por risco de morte para mãe.

O governador republicano Asa Hutchinson sancionou a lei e a justificou por suas “convições sinceras” contra o aborto. O objetivo dos conservadores é revogar a legislação de 1973 que garante o aborto em todo o território americano.

Send this to a friend