Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Uma matéria do jornal golpista Estadão, publicada nesta quinta-feira, tem o seguinte título: “Violência inadmissível” ao tratar dos tiros disparados contra a caravana de Lula pelo Sul do Brasil.

Pode parecer, pelo título, que a matéria seria contra o atentado contra os ônibus de Lula e do Partido dos Trabalhadores. Mas, na verdade, é a favor.

Depois de tentar mostrar alguma postura democrática, não demora para a matéria atacar o PT, o MST e esquerda como um todo, dizendo que os violentos são, na verdade, da esquerda:

“Não é possível esquecer que Lula da Silva certa vez ameaçou convocar em defesa do governo petista o “exército de Stédile”, isto é, a milícia do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, espécie de vanguarda da arruaça nacional liderada pelo notório João Pedro Stédile”, diz o texto, depois de atacar José Dirceu e a própria caravana de Lula, que não teria comunicado à PM do Paraná seu trajeto. Como não comunicou, merece tiros.

E segue: “Abundam episódios e situações em que os petistas deram apoio, explícito ou velado, a grupos violentos que atuavam em favor de suas causas”, ou seja, de acordo com esse texto, o atentado contra Lula está mais que justificado.

Na verdade, a imprensa golpista é ela a principal instigadora de eventos como os ocorridos no Paraná. Apesar da tentativa de sobriedade em seus texto, do esboço farsesco de neutralidade, toda a imprensa golpista comemorou, em suas redações, os disparos contra Lula e sua caravana.

Só não podem colocar isso diretamente no jornal porque cairia a máscara já tão debilitada da neutralidade e imparcialidade do PIG, o que os colocaria mais abertamente no lado dos que estão contra o povo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas