Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bolsonaro-tereza-cristina
|

Da redação – A futura ministra da Agricultura – no caso, ministra do latifúndio – do golpista Jair Bolsonaro (PSL), Tereza Cristina (DEM), deu entrevista ao golpista O Globo e disse que está na hora de “rever o Mercosul”. Essa posição serviçal do imperialismo se alinha ao que o neoliberal Paulo Guedes, Ministro da Economia  afirmou há poucas semanas: “não são prioridade” e que o objetivo principal, seria comercializar com todo o mundo.

“O mundo hoje é rápido e dinâmico[…]. Está na hora de sentar e rever o Mercosul. Sem deixar o protagonismo do Brasil e sem deixar de ter esse relacionamento com os nossos vizinhos, mas fazendo um acordo, talvez, mais moderno e melhor”, declarou a “musa do veneno”.

Criado em 1991, tendo como sócios originais Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, o Mercosul é um bloco econômico organizado para garantir a ampla circulação de bens e serviços, com facilidades tarifárias no comércio entre os países-membros. Porém, a política neoliberal do novo governo – continuação do golpe de estado de 2016 – traz os interesses do imperialismo norte-americano, sendo Guedes membro do Instituto Liberal, irão entregar as riquezas nacionais aos grandes capitalistas estrangeiros, e assim, é preciso se alinhar através da imprensa burguesa desde já.

O abandono do acordo caso uma nova negociação “não contemple” os interesses que os “donos do golpe” considerem pertinentes, demonstra que o golpismo está levando a política de guerra econômica com maior força, através de chantagens, contra todos os países explorados e obrigando que as tarifas regionais sejam organizadas segundo seus interesses escravocratas. A serviçal disse ainda que “é desvantajoso para nós” (o Brasil), porém a equipe de Bolsonaro está entregando todas as empresas nacionais aos grandes capitalistas, pois são uns entreguistas inimigos do povo.

Para diminuir os impactos dessas declarações, Tereza disse que a China está entre os parceiros comerciais prioritários, o que pouco esclarece sobre a situação com os próprios chineses que já mantém parcerias comerciais com o país. O que está claro é que, com a criação da Secretaria da Privatização, o governo Bolsonaro será o mais entreguista e capacho dos EUA na história. São verdadeiros inimigos da população trabalhadora.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas