Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
WhatsApp-Image-2019-05-10-at-3.54.59-PM
|

A esquerda parlamentar está sentindo a pressão das bases de seus partidos, sindicatos e movimentos pelo Fora Bolsonaro. Um indício disso é que, justamente, sua maior parte não admite o Fora Bolsonaro. 

Alguns colocam como alternativa a essa tendência o impeachment do presidente fascista, sem, no entanto, que isso signifique que Bolsonaro realmente caia (o que ocorreria somente com a permissão da burguesia, que não está disposta a fazer isso por enquanto). Ou, mesmo se Bolsonaro cair, a aposta desse setor reformista seria que fosse substituído por alguém do regime, com medo de uma desestabilização maior.

Ou seja, para a esquerda parlamentar, mesmo a minoria que teria aderido à possibilidade de impeachment, esse impeachment seria uma tentativa de saída da crise, tirando o “mal maior”. Isso é influência de sua tentativa de se aliar à burguesia, que sustenta Bolsonaro e só irá admitir que ele saia quando a mobilização popular for tal que coloque na ordem do dia a sua derrubada pela força das ruas.

Desde o início do governo Bolsonaro, inúmeras manifestações têm sido realizadas – como as espontâneas no Carnaval, em espetáculos culturais etc. ou as organizadas pelo movimento popular, em todas elas estando presente os gritos e faixas Fora Bolsonaro e semelhantes. Isso demonstra que o povo está absolutamente disposto a derrubar Bolsonaro.

Por isso a possibilidade de impeachment é vista pela população não como uma saída para o regime golpista se safar e diminuir a crise, mas sim o Fora Bolsonaro. A esquerda que luta contra o golpe e o movimento popular de base, como os sindicatos, frentes de luta, movimentos sociais, deve impor a saída de Bolsonaro nas ruas, dele e de todos os golpistas, para não só derrotar Bolsonaro, mas impedir que a burguesia e a direita manobrem com saídas institucionais que deem continuidade ao regime de ataques ao povo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas