Esquerda espanhola apresenta moção de censura contra o presidente de direita espanhol Mariano Rajoy

Sanchez VS Rajoy

Publicado no dia 25 de maio, sexta-feira, no site do canal de televisão Telesur e em diversos outros sites europeus, a quase totalidade da esquerda espanhola, composta pelo Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), Ciudadanos, Podemos e o Partido Democrata Europeu Catalão e Esquerda Republicana da Catalunha, pretende colocar em prática a moção de censura do atual presidente Mariano Rajoy, do partido progressista (PP), direita do país.

Uma moção de censura é um procedimento pelo qual a câmara dos deputados pode exigir responsabilidade politca do Governo, com o objetivo de forçar a saída do presidente e eleger um substituto. É necessário o consenso de 10% dos deputados (35) para dirigi-la à Mesa do Congresso Nacional juntamente com a proposta de um substituto ao atual presidente. Será aprovada se a maioria absoluta (176 deputados) votar a favor.

PSOE, Ciudadanos, Podemos e os partidos Catalães tem divergências em como conduzir o processo. O PSOE pretende colocar um representante de seu partido, enquanto o Ciudadanos quer uma eleição adiantada.

Rajoy é acusado de corrupção no caso Gürtel, juntamente com diversos dirigentes do governo. O governante tem, periodicamente, atacado as tentativas da Catalunha de ser independente.

Partidos como o PSOE, Ciudadanos e Podemos tem uma influência muito direitista ou pequeno-burguesa. A luta pelo governo é ferrenha e o uso de diversas manobras políticas, é o que está se desdobrando nesse momento na Espanha: uma esquerda pequeno-burguesa está na ofensiva contra o governo de direita.