Covid-19 e os capitalistas
As grandes fábricas e empresas infectam os trabalhadores sem controle algum. Cerca de 22 por cento dos casos foram detectados em empresas privadas
frança
Pessoas usando máscara de proteção enquanto tiram foto em frente à Torre Eiffel, em Paris | Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters
frança
Pessoas usando máscara de proteção enquanto tiram foto em frente à Torre Eiffel, em Paris | Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters
Um dos maiores especialistas em coronavírus da França, Eric Caumes, chefe de doenças infecciosas do hospital La Pitie-Salpetriere, em Paris, disse à rádio Franceinfo nesta quinta-feira (13), que os locais de trabalho são a principal fonte de aglomerados de Covid-19 no país e insiste que o uso de máscaras deve ser obrigatório em todos os espaços fechados.

Cerca de 50 por cento dos 609 aglomerados de coronavírus na França se originam de várias empresas, médicas e não médicas, disse Eric. Cerca de 22 por cento desses foram detectados em empresas privadas, acrescentou.

“Dado que as empresas têm a maior taxa de casos de infecção por vírus, devemos tornar o uso de máscaras obrigatório em todos os espaços fechados, inclusive em empresas privadas”, disse Caumes.

Além disso, todos os empregadores devem pedir a seus funcionários que trabalhem em casa, se possível, acrescentou, explicando que trabalhar remotamente é a melhor opção para ‘prevenir a infecção entre colegas’.

Relacionadas
Send this to a friend