Crise se aprofunda
País ibérico tem aumento acentuado do desemprego, que já chega a quase 4 milhões de pessoas.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
desemprego espanha
Fila de desempregados na Espanha. | Foto: Reprodução

O Serviço Público de Emprego Estatal da Espanha registrou, no fim de 2020, um aumento de mais de 700 mil desempregados em todo território nacional, fruto da incapacidade do estado capitalista em gerir a crise aumentada pela pandemia. O número de desempregados no país chegou a marca 3 milhões e 800 mil pessoas, um valor gigantesco para um país com população total de menos de 50 milhões de pessoas.

Na Espanha, assim como no Brasil, há leis que também permitem aos patrões não pagarem salários durante a pandemia. Nesta categoria, encontram-se outros 755 mil trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas