Choro brasileiro
O jornalista Gonçalo Junior é autor da maior biografia feita até hoje sobre o chorão carioca, e lançou neste mês uma campanha financeira para a publicação do livro
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
jacobbiocapa
Arte gráfica do livro | Foto: Reprodução

O jornalista, escritor e pesquisador Gonçalo Junior, premiado por sua pesquisa e produção literária na área dos quadrinhos, está lançando a público um novo projeto: a biografia de Jacob do Bandolim. O trabalho, em fase de edição, constitui um importante marco no resgate da memória do choro brasileiro. O autor já publicou a biografia de outras personalidades da música brasileira, como Assis Valente, Evaldo Braga e Vadico.

Jacob Pick Bittencourt, carioca que viveu de 1918 a 1969, foi um dos mais importantes compositores e instrumentistas do Choro, dando uma inestimável contribuição para o desenvolvimento e consolidação dessa manifestação musical tipicamente brasileira. Autor de clássicos como Noites Cariocas, Doce de Coco, Santa Morena e Vibrações, Jacob legou além de choros geniais uma nova escola de bandolim, estabelecendo um novo padrão técnico e sonoro para as gerações seguintes.

O “chorão”, conhecido por ser temperamental, constantemente se envolvendo em disputas e polêmicas com outros músicos, foi também um grande agitador cultural, reunindo em diversas oportunidades músicos jovens e veteranos para fazer evoluir a música popular brasileira e revelar novos talentos. Foi o fundador do conjunto Época de Ouro, por onde passaram grandes nomes da música brasileira, e que continua em atividade até hoje.

Junto com Pixinguinha, seu grande amigo, e com outros gênios da música, Jacob do Bandolim integra o panteão dos grandes compositores e instrumentistas do choro brasileiro. Como bandolinista, Jacob era perfeccionista, às vezes estudando exaustivamente as peças por dias, em detalhes. Seu jeito de tocar o bandolim demonstrava, a despeito de suas recorrentes encrencas, um artista extremamente sensível e devotado à sua arte.

O livro de Gonçalo promete lançar luz sobre aspectos obscuros da vida do instrumentista carioca, como sua relação com a mãe, uma ex-prostituta e cafetina judia polonesa, que atuava no boêmio bairro da Lapa. Segundo o autor, Jacob passou a vida tentando esconder sua infância em meio ao mercado do sexo, tendo de lidar com um ambiente insalubre e com uma mãe opressora.

Foi lançada uma campanha de financiamento coletivo para a edição e impressão da biografia no site Catarse. O livro, com aproximadamente 700 páginas, será o maior levantamento já realizado até hoje sobre esse personagem fundamental da música popular brasileira, fazendo justiça à imensa contribuição de Jacob do Bandolim para que a música brasileira se tornasse gigante.

Contribua com o livro você também! : https://www.catarse.me/jacob_do_bandolim_a_biografia_90cd?ref=ctrse_explore_pgsearch&project_id=123632&project_user_id=1156297

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas