Escolas não receberam o kit escolar esse ano

Volta as aulas

Com o golpe que derrubou a presidenta eleita Dilma Roussef, a educação do País e em especial a do Estado de São Paulo tem piorado muito.

Esse ano os alunos não receberam o kit escolar, com os materiais como caneta, borracha, lápis, régua, lápis para colorir entre outros itens.

Esse ano não chegou nada nas escolas, nem os livros didáticos. As apostilas foram tiradas, mas o guia de transição somente foi ofertado de forma virtual.

Se a escola pública já era bastante sucateada, esse ano está impossível trabalhar sem o pouco material disponível para a pratica de aulas dinâmicas.

O governo de Doria, bem como o de seu colega de PSDB, Bruno Covas, prefeito de São Paulo, entrega tudo o que pode para seus patrões capitalistas que o elegeram, enquanto que para o povo resta o sucateamento proposital das escolas públicas, para promoverem em um futuro próximo a privatização.

Finalmente, com o golpe, a burguesia tirou de vez a carapuça e com a fraude e a manipulação escancaradas alçou o fascista Dória da prefeitura para o governo do Estado, a fim de produzir em escalar muito maior as barbaridades perpetradas na cidade de São Paulo.

A mobilização dos servidores do município de São Paulo revela uma grande tendência para luta contra o golpe. Por isso é preciso que todas as categorias saiam às ruas para derrotar os ataques da direita. Os governos que estão no poder são inimigos dos trabalhadores e por isso é preciso sair às ruas e dizer “Fora Bolsonaro! Fora Doria! Fora Covas!”