HAMBURGUER CE1920
SHARE

O governo Biden e o avanço imperialista contra os povos oprimidos

Formação teórica

Escola marxista: PCO segue tradição dos partidos revolucionários

A formação política e teórica dos militantes é fundamental para a construção de um partido revolucionário

Estátua de Marx e Engels – Foto: Reprodução

Estão ocorrendo neste período os cursos da 4° Escola Marxista do Partido da Causa Operária! Com o tema “Bolchevismo e Stalinismo”, o curso de formação política é organizado pelos militantes do Partido da Causa Operária e consiste num curso reduzido com o mesmo tema da Universidade de Férias imediatamente anterior.

Baseado no livro de Leon Trotski “Bolchevismo e Stalinismo”, o curso reduzido tem o objetivo de atingir as mais diversas áreas do país, podendo ter suas aulas realizadas presencialmente ou online. Essa iniciativa do PCO visa seguir a importante tradição dos partidos revolucionários de levar a formação política e o estudo do marxismo a toda população. 

A formação e a evolução política dos militantes sempre contou com seu grau de prioridade para os partidos revolucionários marxistas, afinal, é de extrema importância que o militante compreenda a teoria e saiba aplicá-la no dia-a-dia, criando e desenvolvendo suas habilidades críticas e compreendendo o programa partidário.

O pioneiro desta tradição foi o Partido Social-Democrata Alemão, partido de Karl Marx, Friedrich Engels, August Bebel, Wilhelm Liebknecht, Karl Kautsky, Clara Zetkin, Rosa Luxemburgo Karl Liebknecht. Com cursos regulares de formação teórica ao longo do ano, este partido tinha sua própria universidade na qual os dirigentes citados acima eram, em suas respectivas épocas, professores. Milhares de militantes revolucionários foram formados intelectualmente e munidos da teoria marxista graças a esses cursos ministrados pelos grandes teóricos marxistas alemães. Rosa Luxemburgo, por exemplo, lecionou durante sete anos, de 1907 a 1914, na universidade do Partido Social-Democrata Alemão, formando uma geração inteira de militantes.

Seguindo o exemplo alemão, os bolcheviques criaram sua própria escola de formação política e revolucionária, a qual foi muito ativa e atuante após a Revolução Russa de 1917. Diversos militantes de partidos comunistas do mundo inteiro foram até a URSS para estudar na escola do Partido Comunista que, apesar de já estar dominado pelo stalinismo (informação histórica que pode ser encontrada no curso do PCO), seguiu essa tradição. Apesar dos erros e oportunismos múltiplos, diversos outros partidos comunistas ao redor do globo também buscaram formar suas próprias escolas para a organização e formação teórica dos militantes.

O fato é que a disseminação da teoria marxista é de suma importância para a formação de um partido revolucionário. A proposta do PCO vem no sentido de ir além e levar este conhecimento de forma acessível ao povo e aos trabalhadores dos bairros, cidades do interior, das fábricas, etc. É preciso armar os trabalhadores com a teoria marxista para as lutas que se abrem neste período, lutas que tendem a ter um caráter revolucionário.

A Escola Marxista como é apresentada atualmente existe há quatro edições. No entanto, os cursos de formação do PCO datam desde 1980, ou seja, desde as primeiras atividades do partido. A formalização desta importante tradição ocorreu efetivamente em 1997, com o primeiro curso da Universidade de Férias, e desde então realiza dois cursos por ano com os mais variados temas, já tendo abordado desde análises de figuras como Leon Trotski, até de importantes obras como O Capital, de Marx.

Em 2019 foi criada a Universidade Marxista que abriga dois cursos por ano para serem ministrados durante o período letivo, ou seja, entre as Universidades de Férias de inverno e de verão. O PCO então completa um quadro de cursos de formação política durante o ano inteiro, proporcionando aulas sobre os mais diversos temas para o desenvolvimento constante dos militantes. São quatro cursos de média duração por ano, seguidos das centenas de cursos da Escola Marxista, para popularizar o que foi aprendido pelos quadros partidários.

Chegamos então à 4° edição da Escola Marxista. Ministrada pelos militantes, os quais adquiriram seus conhecimentos por meio das diversas outras atividades de formação do PCO, os cursos ocorrem nos âmbitos municipais e estaduais, além das diversas regiões das grandes cidades, como Rio de Janeiro e São Paulo, com o objetivo de disseminar o marxismo para os trabalhadores e todos os interessados.

Inscreva-se já em https://escolamarxista.pco.org.br/!

Confira abaixo o dia e o horário do curso em sua cidade:

Sul

Caxias (RS) dia 26/06 às 15h

Florianópolis (SC) dia 27/06 às 15h

São Miguel das Missões (RS) dia 26/06 às 15h

Joinville (SC) dia 27/06 às 15h

Porto Alegre (RS) dia 26/06 às 15h

Blumenau (SC) dia 27/06 às 15h

Paranaguá (PR) dia 26/06 às 15h

Sudeste

São Paulo (SP) dia 27/06 15h

Campinas (SP) dia 27/06 15h

Santo André (SP) dia 26/06 15h

Araraquara (SP) dia 27/06 15h

Marília (SP) dia 27/06 15h

Vitória (ES) dia 25/06 18h

Belo Horizonte (MG) dia 27/06 15h

Uberlândia (MG) dia 26/06 15h

Rio de Janeiro (RJ) dia 27/06 14h

Volta Redonda (RJ) dia 26/06 15h

Petrópolis (RJ) dia 26/06 15h

Centro-Oeste

Cuiabá (MT) dia 26/06 15h

Campo Grande (MS) dia 26/06 15h

Brasília (DF) dia 27/06 15h

Nordeste

Salvador (BA) dia 26/06 15h

Recife (PE) dia 27/06 15h

João Pessoa (PB) dia 26/06 15h

Natal (RN) dia 26/06 15h

Norte

Rio Branco (AC) dia 26/06 18h

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.