Recorrem ao STF
Maranhão e Bahia pedem ao Supremo Tribunal Federal que censure presidente por “fake news”.

Por: Redação do Diário Causa Operária

O governador do PCdoB, Flávio Dino, do Maranhão e Rui Costa do PT da Bahia, acionaram o STF para que remova ou corrija postagens divulgadas pelo Governo Federal e pelo presidente através das redes sociais.

Tanto o Governo quanto o próprio Jair Bolsonaro divulgaram, em 28 de fevereiro, informações consideradas falsas pelos governadores de valores enviados aos estados em 2020.

Flávio Dino afirmou em redes sociais que a judicialização visa debater a compatibilidade do “uso doloso e reiterado de mentiras como ferramenta política”.

Os procuradores gerais de Maranhão e Bahia afirmam que o uso de meios de comunicação oficial do governo federal, custeados com dinheiro público e usados para produzir informações falsas, “fomentam a instabilidade política, social e institucional e devem ser cessadas imediatamente”.

Abaixo postagem do governador do Maranhão no twitter:

“Ingressamos no STF, junto com a Bahia, contra fake news divulgada pelo governo federal sobre repasses de recursos aos estados. Queremos debater judicialmente se é compatível com a Constituição e o Estado de Direito o uso doloso e reiterado de mentiras como ferramenta política”

Send this to a friend